21/05/2017 às 13h20min - Atualizada em 21/05/2017 às 13h20min

A tal da terceirização

Foto: Ilustrativa
 

Depois que essa palavrinha entrou na moda muito cabra de peia está livrando suas responsabilidades, sua moral e até seu futuro sempre com a justificativa de que está se adequando aos novos tempos.

Desculpem elegantes leitores, mas no meu entender isso é uma tremenda safadeza. Na esfera política o que mais se vê hoje em dia é a terceirização das culpas. Por exemplo, nessa operação Lava-jato o delator diz que fez uma coisa terrível, mas como delata outro bandido com quem estava em conluio, a culpa é terceirizada. E eu fico pensando... quer dizer que se esse terceirizado por sua vez também delatar outro, lá se vai a culpa de novo? Se continuar assim, imagino que todos ficarão soltos, menos o ultimo terceirizado.

Eu estava burilando essa ideia quando Mãe Leca me interrompeu. Levantou-se da cadeira de balanço, tirou os óculos de leitura e abandonou o crochê: “- Ô negão, quer dizer que no caso do PT, só Lula vai ficar preso? Porque estão todos colocando a culpa nele.”. Eu disse que a condenação do Presidente ainda é incerta porque discute-se muito a existência de provas. Mas sim, se ficar provado, ele poderá ser condenado e preso. Não só ele, como qualquer outro político. Mas Mãe Leca não me deu sossego: “-E se Lula confessar?”. Era só o que faltava, uma delação premiada de Lula. Me digam mesmo...ele iria botar a culpa em quem?

A terceirização já chegou nos costumes mais antigos, até nos casamentos. Hoje em dia estão terceirizando afetos, no que antigamente conhecíamos por chifres. Um amigo meu flagrado pela esposa, chegou ao cumulo de dizer a ela que tinha uma amante para não gastar muito sua amada rainha do lar.

Mas o que mais me impressionou nessa tal terceirização foi o caso do meu amigo Aluízio Nicacio. Todos os anos ele parte num grupo de quase cem paraibanos para pescar no Pantanal. Encontrei Aluízio na praia e ele me disse de sua preocupação, porque fizera uma promessa para passar 3 meses sem beber e a pescaria não teria graça sem uma cana “Rainha”. Minha sugestão foi que ele terceirizasse a promessa. Um mês depois reencontrei Aluízio arrasado; não conseguira pescar nada. Muito estranho, porque até Pedrinho Alves pegara um tambaqui com 300 quilos. Mas havia descoberto a razão. É que ele terceirizara a promessa de não beber a um amigo que tão logo o viu pelas costas caiu na farra.

Terceirização é assim; só funciona com pessoas confiáveis.

Link
Tags »
Leia Também »
Comentários »