21/04/2018 às 13h59min - Atualizada em 21/04/2018 às 13h59min

Ao lado de lideranças, Luciano Cartaxo toma posse como presidente do PV

Portal Correio
foto: Albemar Santos
O Partido Verde (PV) empossou, neste sábado (20), a nova diretoria executiva da legenda na Paraíba, que passa de fato e de direito a ser comandada pelo prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo. E, embora ainda não possa ser dito oficialmente que tratou-se de uma convenção eleitoral, os discursos dos novos integrantes foram totalmente focados nas eleições deste ano, já que o irmão gêmeo do gestor pessoense, Lucélio Cartaxo, é o pré-candidato ao Governo do Estado representando a agremiação.
 
Lucélio garantiu que o diálogo para a candidatura já foi aberto e que vários partidos já estão entendendo a importância de promover uma aliança que fortaleça seu nome. “A candidatura ainda é algo em construção. Estamos na pré-candidatura. Tive a felicidade de estar recebendo apoio de partidos importantes como PSDB, PSD e PSDC, enfim… estamos construindo com muito diálogo, acima de tudo para que possamos, no momento certo, apresentar para a Paraíba um programa de governo que reflita os interesses do povo”, destacou.
 
Luciano Cartaxo seguiu a mesma linha de raciocínio do irmão e disse que o diferencial da pré-candidatura de Lucélio é exatamente a manutenção de diálogo, sem imposições. “O grande desafio é cuidar das pessoas. A pré-candidatura já está nas ruas, Lucélio tem visitado vários municípios e isso vai fazer o diferencial”, ressaltou o prefeito acrescentando, sobre o partido, que “a capital mais verde do país já tem a maior militância verde do país”.

Cartaxo informou que o PV ganhou mais de mil novos filiados após a ida dele e de seu irmão para a legenda. “O PV vai dar colaboração importante na sustentabilidade ambiental e fiscal”, disse.

Cássio esquenta embate

Apesar dos protagonistas do evento serem Luciano e Lucélio Cartaxo, quem esquentou o embate político mesmo foi o senador e líder do PSDB Cássio Cunha Lima. O tucano endureceu o discurso e avaliou o governo atual como atrasado e perseguidor.

 
“Vários municípios que são absolutamente discriminados, que estão riscados do mapa, para que a partir do próximo dia 1º de janeiro a Paraíba volte a ter 223 com relações civilizadas sem esse atraso na prática política que vemos hoje de alijamento daqueles que não rezam na política do governador (Ricardo Coutinho)”, disparou.

Baseado nisso, Cássio assegurou que a pré-candidatura de Lucélio está posta para mudar, aos seus olhos, essa realidade. “Na convenção estadual do PV lançando um olhar para o amanhã para combater privilégios para não permitem que a granja se torne um castelo de mordomias. A granja tem os dias contados para que ela possa ser aberta ao povo. Transformar em um grande parque, espaço público”, finalizou.

Lira bate martelo na disputa para o Senado

O senador Raimundo Lira (PSD) também esteve no evento e ratificou a afirmação do deputado federal e presidente estadual do partido, Rômulo Gouveia. Ele disse que o apoio do PSD à pré-candidatura de Lucélio está condicionada à sua participação na chapa como pretenso candidato à reeleição de senador. “Essa foi a condição do nosso apoio e está bem clara na nota que assinamos”, afirmou.

A segunda vaga na chapa para a disputa pelo Senado, de acordo com Lira, é de Cássio. Ele garantiu que isso já foi definido.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »