12/10/2021 às 17h59min - Atualizada em 12/10/2021 às 17h59min

Estupro coletivo ocorreu em festa organizada por irmão de subtenente da PM

Metrópoles
Reprodução
O subtenente da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) Irineu Marques Dias e mais cinco homens que teriam se revezado para estuprar uma jovem de 25 anos, em Águas Lindas de Goiás, Entorno do DF, participavam de uma festa quando ocorreu o crime. A noitada teria sido regada a álcool e sexo e organizada pelo irmão do militar, Daniel Marques Dias.

Daniel também foi preso em flagrante, com um terceiro homem, Thiago de Castro Muniz. O trio foi reconhecido pela vítima, que ainda teria sido violentada por outros três suspeitos, ainda não identificados pela Polícia Civil goiana. A violência sexual teria ocorrido no último sábado (9/10). Todos tiveram a prisão em flagrante convertida em preventiva.

As informações são do depoimento prestado pela jovem à polícia. Ainda de acordo com o apurado pela polícia, Irineu estava em horário de serviço no momento em que a mulher sofreu os abusos.

A violência sexual teria ocorrido durante uma festa no Setor 1 de Águas Lindas de Goiás (GO). Segundo relatou a jovem às autoridades, tudo começou quando ela foi convidada por duas mulheres que estavam na casa para dormir, já na madrugada de sábado.

Depois de entrar com as duas no quarto, as jovens se retiraram do local e entrou um homem. Ele tirou a roupa, e ela viu que ele estava armado. Em seguida, o primeiro abusador a fez se despir e praticou o estupro. Em seguida, ele guardou a arma no guarda-roupas e saiu do quarto, mas, em seguida, entraram outros dois homens.

As outras duas pessoas que entraram no quarto também abusaram sexualmente da jovem. Depois da violência, outros dois estupradores entraram no local para dar continuidade ao crime. Quando ela pensou que estava livre, o primeiro homem voltou e repetiu o abuso. Depois dele, um dos outros agressores ainda voltou e refez as violências.

Ainda de acordo com o depoimento da mulher à polícia, o tempo todo ela gritou por socorro, mas não foi atendida por ninguém que estava na festa. A mulher foi resgatada pelo Corpo de Bombeiro Militar do Estado de Goiás (CBMGO) e levada ao Hospital Municipal Bom Jesus.

A PMDF abriu investigação contra o subtenente do Batalhão Ambiental (BPMA).

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »