06/11/2020 às 21h19min - Atualizada em 06/11/2020 às 21h19min

Dihêgo Amaranto é expulso do MDB após assumir cargo na Prefeitura de João Pessoa

As direções municipal e estadual do MDB informaram, nesta sexta-feira (06), que Dihêgo Amaranto não faz mais parte dos quadros da legenda. O jornalista assumiu o cargo de secretário adjunto do Turismo na Capital, a convite do prefeito Luciano Cartaxo (PV).

Por meio de nota, o MDB afirmou que Amaranto usou ‘indevidamente’ a legenda para assumir o cargo. Por isso, ele deve ser ‘desligado’ do partido.

A nota é assinada pelo presidente do diretório do partido em João Pessoa, Alberto Gomes, e pelo presidente estadual da sigla, o senador José Maranhão, antigo aliado de Amaranto.

“A direção estadual e a direção municipaldo MDB esclarecem que o Senhor Dihego Amaranto não representa nenhuma instânciado partido, não faz parte da assessoria doSenador José Maranhão e não está autorizado a representar o MDB em nenhuma demanda. Por usar, indevidamente, o nome do MDB para atender a interesses particularíssimos, comunicamos que Senhor Dihego Amaranto está sendo desligado dos quadros do MDB”, conclui a nota.

Dihêgo Amaranto assumiu o cargo no lugar do ex-secretário Graco Parente, que anunciou apoio ao candidato Raoni Mendes (DEM) no início da campanha deste ano.

Leia nota a seguir:

Fonte: Polêmica Paraíba

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »