08/12/2018 às 09h20min - Atualizada em 08/12/2018 às 09h20min

Homem que matou idoso e enterrou em chiqueiro era ‘considerado como um filho’

Um idoso foi assassinado por um amigo e teve o corpo enterrado em um chiqueiro, na zona rural de Barra de Santa Rosa, no Agreste da Paraíuba. O homicídio aconteceu há quase dois meses e o corpo foi encontrado nesta quinta-feira (6) pela Polícia Civil. O suspeito foi preso e confessou o crime. O motivo do homicídio foi uma dívida de R$ 3 mil que o homem tinha com o idoso.

De acordo com a Polícia Civil, Roseno Manoel da Silva, 72 anos, foi morto com um tiro de espingarda após chegar na casa de José Alberto dos Santos Silva. Em seguida, a vítima foi enterrada em uma vala no chiqueiro que fica no quintal da casa do suspeito.

O preso contou o crime em detalhes à reportagem da TV Paraíba. Segundo José Alberto dos Santos Silva, ele decidiu matar a vítima após discussões em torno da dívida. “Ele ameaçava fazer algo comigo e minha mulher. Foi no final do ano a dívida, de três cavalos e uma vaca que comprei a ele. Ele ficava me pressionando por dinheiro”, afirmou.

Segundo a polícia, vítima e suspeito eram amigos, e o idoso considerava o homem como um filho. “Arrependido porque fiz, mas o que fez não volta atrás”, disse o suspeito. Com G1
CYMERA 20181207 085910 - MOTIVAÇÃO FOI DÍVIDA DE R$3 MIL: Homem que matou idoso e enterrou em chiqueiro era 'considerado como um filho'

CYMERA 20181207 085910 - MOTIVAÇÃO FOI DÍVIDA DE R$3 MIL: Homem que matou idoso e enterrou em chiqueiro era 'considerado como um filho'


IDOSO BSR - MOTIVAÇÃO FOI DÍVIDA DE R$3 MIL: Homem que matou idoso e enterrou em chiqueiro era 'considerado como um filho'

IDOSO BSR - MOTIVAÇÃO FOI DÍVIDA DE R$3 MIL: Homem que matou idoso e enterrou em chiqueiro era 'considerado como um filho'

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »