27/10/2018 às 23h12min - Atualizada em 27/10/2018 às 23h12min

Danilo marca dois, um deles de bicicleta, encerra 'seca' de 826 dias e Corinthians bate o Bahia

Com o resultado, time paulista se afastou da zona de rebaixamento, chegando aos 39 pontos

Danilo comemora gol do Corinthians contra o Bahia Gazeta Press

Um dos jogadores mais vitoriosos da história do futebol brasileiro, Danilo dificilmente esquecerá esse sábado. Isso porque o jogador de 39 anos marcou dois gols e definiu a vitória do Corinthians para cima do Bahia, por 2 a 1, em São Paulo, em jogo válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Os gols foram os primeiros do camisa 20 desde o dia 23 de julho de 2016, quando ele decretou o empate entre Corinthians e Figueirense por 1 a 1. Ou seja, foram dois anos, três meses e quatro dias, ou 826 dias, sem Danilo balançar as redes adversárias, com direito a uma lesão que o tirou dos gramados por cerca de um ano.

E, quando veio, veio logo em dose dupla. O primeiro saiu de carrinho, completando cruzamento. Depois, já nos minutos finais, de bicicleta, após bate e rebate na área.

Com a vitória, o time paulista se afastou ainda mais das últimas posições. Agora com 39 pontos, a equipe subiu para a 11ª posição, ultrapassando justamente o rival deste sábado, que permanece com 37 e caiu para 12º.

Na próxima rodada, o Corinthians joga fora de casa contra o Botafogo, enquanto o Bahia volta à Salvador para encarar a Chapecoense. Os dois jogos acontecem no domingo.

O primeiro tempo pouco trouxe emoção aos torcedores que arriscaram sair de casa no instável tempo do sábado na cidade de São Paulo. Mesmo com a empolgação da sua torcida, impulsionada com a chuva no terço final da etapa, o Corinthians mostrou muita dificuldade na hora de criar as jogadas. Pedrinho, Díaz e Romero, trio escalado para municiar a movimentação de Emerson Sheik, ficaram encaixotados na marcação.

Do outro lado, os baianos esperaram um pouco para conter a pressão adversária e, após verem que era possível jogar mais, conseguiram ter certo controle do jogo. Enquanto o time da casa vivia mais das bolas esticadas e dos posteriores cruzamentos na área dos visitantes, o Tricolor colocou a bola no chão e mostrou qualidade para envolver a marcação corintiana, principalmente com Ramires e Élber.

O melhor lance do time de Salvador, no entanto, veio em uma bola parada. Após o cruzamento em um escanteio vindo da direita, o volante Nilton conseguiu se livrar da marcação adversária e subiu mais alto que a defesa, testando no canto direito de Cássio. O goleiro ficou parado, mas viu a redonda sair ao lado da sua meta, assegurando o empate sem gols até o intervalo da partida.

O meia Danilo foi a alternativa do técnico Jair Ventura para mudar o panorama da partida no segundo tempo, entrando na vaga de Emerson Sheik, e não demorou a responder positivamente à aposta. Em seu primeiro lance, sofreu falta na lateral da área. Na cobrança, Fagner bateu, a bola desviou e o próprio Danilo, na segunda trave, empurrou para a rede, explodindo a galera do time da casa.

Com o controle da partida, Jair passou a rodar o elenco e, sem sofrer, colocou Araos e Mateus Vital nas vagas de Pedrinho e Díaz, renovando o ímpeto para o contra-ataque. Em um lance que pouco parecia ter perigo, porém, Danilo pôs tudo a perder: puxão de camisa em Nilton após escanteio e pênalti. Clayton, ex-Corinthians, bateu forte, Cássio ainda tocou na bola, mas não evitou o empate adversário, aos 40 minutos.

O Corinthians então passou a impor um ritmo mais forte e foi em busca da sonhada vitória. Com ímpeto ofensivo, principalmente por parte dos laterais, o Alvinegro conseguiu a heroica vitória após lançamento para Avelar, no lado esquerdo. O lateral cruzou na segunda trave e Romero tocou para o meio da área. A zaga rebateu e Danilo, com uma puxeta, conseguiu o giro e estabeleceu o 2 a 1 corintiano.

FICHA TÉCNICA:
CORINTHIANS 2 X 1 BAHIA

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 27 de outubro de 2018, sábado
Horário: 19h00 (Brasília)
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (PE-Fifa)
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Michael Stanislau (ambos do RS)
Público: 35.382 pagantes
Renda: R$ 1.116.596,50
Cartões amarelos: Emerson Sheik, Ralf (Corinthians); Ramires, Nilton (Bahia)
Gols: CORINTHIANS: Danilo, a um e 44 minutos do segundo tempo BAHIA: Clayton, aos 40 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Douglas e Pedrinho (Araos); Romero, Emerson Sheik (Danilo) e Díaz (Mateus Vital) Técnico: Jair Ventura

BAHIA: Douglas; Nino Paraíba (Clayton), Lucas Fonseca, Jackson e Léo; Gregore, Nilton, Ramires, Vinícius (Allione) e Élber; Edigar Junio (Júnior Brumado) Técnico: Enderson Moreira

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na sua opinião, o governador Ricardo Coutinho deve deixar o governo para ser candidato a Senador?

67.5%
32.5%