17/09/2018 às 17h54min - Atualizada em 17/09/2018 às 17h54min

Assassinato de mulher grávida em praia de João Pessoa foi motivada por um seguro de R$ 400 mil

PB Hoje
Foto: PB Hoje
Vinícius Gabriel Ferreira Viana, 24 anos, foi preso na tarde desta segunda-feira (17), no bairro de Manaíra, em João Pessoa, suspeito de ter planejado e assassinado a própria esposa Natália Donato de Lima, que estava grávida. O crime aconteceu no dia 06 de agosto na praia do Bessa, na Capital. Ele é militar da Marinha do Brasil.

De acordo com o delegado Reinaldo Nóbrega, titular da Delegacia de Homicídios e que coordenou às investigações, a prisão dele aconteceu depois que o juízo da 3º Vara Criminal expediu um mandado preventivo.

O delegado explicou ainda que exames periciais concluíram que Natália sofreu uma pancada na cabeça antes de morrer. Ele vai passar por audiência de custódia nesta terça-feira (18).

No dia 27 de agosto, o corpo de Natália foi exumado no Cemitério do Cristo Redentor para que o cadáver passasse por novas perícias, com objetivo da perícia sanar algumas dúvidas sobre a causa da morte de Natália Donato.

No dia em que o corpo foi encontrado, Vinicius conversou com a imprensa e relatou que o casal resolveu dar um mergulho durante a madrugada na praia, e devido a maré forte, a esposa se afogou. Ao amanhecer, a Polícia Militar encontrou o corpo da vítima na areia da praia do Bessa.

O casal havia se mudado do Rio de Janeiro para a Paraíba há quatro meses, na época da morte da mulher. O corpo dela foi exumado a pedido da Polícia Civil para o prosseguimento das investigações. O delegado Reinaldo Nóbrega, da Delegacia de Homicídios da Capital, está no comando do caso.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »