24/06/2018 às 21h33min - Atualizada em 24/06/2018 às 21h33min

Homem é preso após invadir residência e matar cabeleireiro a tiros na frente da mãe

G1
Clientes, amigos e colegas do cabeleireiro Caio Magno lamentam morte dele (Foto: Reprodução/Instagram)
O cabeleireiro Caio Magno Santos Acácio, de 24 anos, foi morto a tiros na frente da mãe dentro de casa, no setor Jardim Europa, em Goiânia. A Polícia Civil informou que um homem de 60 anos, suspeito do crime, foi preso e confessou ser o autor do homicídio, mas a motivação ainda é investigada. O homicídio ocorreu na madrugada de sábado (23).

“A mãe disse que o filho foi ao quarto dela e disse que achava que tinha alguém tentando entrar na casa deles e foi ver o que era. Preocupada, ela seguiu o filho e viu quando ele abriu o portão e deu de cara com um homem. Ela contou que caiu no chão, viu que os dois lutaram, ouviu os disparos e viu o autor fugindo em um VW Gol branco”, relatou a delegada Myrian Vidal, responsável pela investigação.

As investigações apontaram que o autor do crime também acabou baleado durante luta corporal. Horas depois do crime, um homem que havia sido baleado no braço foi preso no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) e confessou o homicídio à Polícia Civil.

 
“As características dele batem com a descrição e o carro é o mesmo. Ele disse que estava sendo ameaçado pela vítima, mas não soube explicar nem de onde se conheciam ou há quanto tempo. Parentes e amigos da vítima também não sabem quem ele é, então a motivação ainda precisa ser apurada”, acrescentou a delegada.

Segundo Myrian, o preso continua internado no Hugo porque precisou passar por cirurgia para retirar a bala que ficou alojada no braço. Conforme nota enviada pelo hospital, o paciente tem estado de saúde regular, "respira de forma espontânea, está consciente e segue internado em um leito de Enfermaria".

Homenagens e despedidas

Amigos, parentes, colegas de trabalho e clientes de Caio Magno deixaram mensagens nas redes sociais lamentando a morte dele. Uma das pessoas comentou no perfil do local onde ele trabalhava: “O Caio tinha uma energia sem igual, um sorriso que contagiava! Que ele descanse nos braços de Deus”.

O corpo do jovem foi velado e enterrado no Cemitério Parque Memorial às 19h de sábado.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »