11/06/2018 às 05h41min - Atualizada em 11/06/2018 às 05h41min

Homem é preso por espancar morador de rua até a morte

G1
Crime aconteceu na Rua Martim Afonso, uma das principais vias do Centro de São Vicente, SP, (Foto: Divulgação / Prefeitura de São Vicente)
Um homem foi preso em flagrante após agredir e matar um morador de rua no Centro de São Vicente, no litoral de São Paulo. O crime foi presenciado por testemunhas que reconheceram o criminoso após a abordagem da Polícia Militar. A vítima chegou a ser socorrida, mas morreu logo após o resgate.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a situação aconteceu na madrugada de sexta-feira (8), na Rua Martim Afonso. Testemunhas que moram próximo ao local do crime acionaram equipes da Polícia Militar após ouvirem as agressões ao morador de rua, que dormia na calçada da via. O suspeito foi identificado como Guilherme César Fernandes, de 36 anos.

De acordo com o relato, Fernandes bateu a cabeça do morador pelo menos 20 vezes contra o chão, sem chance de defesa. O som das pancadas foi o que chamou a atenção das testemunhas, que afirmaram que, mesmo após a vítima desmaiar, o agressor voltou e deu dois chutes no corpo do morador de rua.

Cerca de dez minutos após os relatos, a PM iniciou diligências pelas redondezas e encontrou Fernandes ainda no Centro, no cruzamento das ruas Martim Afonso com José Bonifácio. Ele estava com as mãos e as roupas sujas com o sangue da vítima e, aparentemente, desorientado.

Uma das testemunhas reconheceu o suspeito, que chegou a negar o crime, alegando que o sangue seria de um ferimento em sua boca. Sem documentos e sem apresentar endereço fixo, ele acabou sendo levado para a Delegacia Sede de São Vicente, onde foi preso em flagrante pelo crime de tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil e recolhido à carceragem da unidade.

Já o morador de rua foi socorrido por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e levado para o Hospital Municipal. Segundo a Prefeitura de São Vicente, ele chegou inconsciente na unidade e com múltiplas lesões no crânio. O morador de rua passou por procedimento de respiração artificial, mas não resistiu e morreu ainda na madrugada de sexta-feira. Ele não foi identifcado porque não portava documentos.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »