23/04/2018 às 20h55min - Atualizada em 23/04/2018 às 20h55min

PMJP entrega 200 kits de enxoval a gestantes carentes

Redação com Secom
Foto: Ilustrativa
A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) realiza, às 9h desta terça-feira (24), no Centro Administrativo Municipal  (CAM), a entrega de 200 kits de enxoval para gestantes em situação de vulnerabilidade social e que ganharão seus bebês nos próximos dias.

O trabalho, desenvolvido pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), demonstra o cuidado da gestão municipal com as mulheres gestantes e o acolhimento necessário para oferecer um futuro melhor para as crianças. Desde 2013, já foram entregues mais de 4,2 mil kits pelo programa ‘Novo olhar para o nascer’.

 
“O cuidado com nossas crianças começa desde a gestação, oferecendo um pré-natal, acompanhamento das gestantes e um parto seguro, mas garantindo também para aquelas mulheres carentes, o kit enxoval para que seus bebês tenham direito a um nascer digno. A ideia é cuidar das famílias, por isso estamos juntos oferecendo nossos serviços para este momento de plenitude e alegria”, afirmou o prefeito Luciano Cartaxo, destacando que esse cuidado é dentro de um contexto que continua com os berçários das creches da Capital.

De acordo com a coordenadora do Balcão de Direitos da Sedes, localizado no CAM, Leidivan Elias de Sousa, todo o trabalho é realizado através dos 12 Centros de Referência em Assistência Social (Cras).

“Nosso trabalho é permanente com as famílias em situação de vulnerabilidade social e o acompanhamento, feito através dos Cras ou do Balcão de Direitos, garante que este benefício lhes seja garantido. Além dos kits entregues nesta solenidade simbólica, outros são entregues diariamente. Ainda há entrega de cestas básicas a muitas mães”, afirmou. Os Cras são a porta de entrada de toda assistência social oferecida pela PMJP.

Para ter direito ao benefício, as mães precisam ser encaminhadas pelos Centros de Referência em Assistência Social (Cras) da Capital ou se cadastrar diretamente no Balcão de Direitos, na Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). As mães devem atender aos critérios de vulnerabilidade social, estar sob acompanhamento da Unidade de Saúde da Família (USF) de sua região, ser detentora do cartão da gestante, estar com oito meses de gestação, e apresentar comprovante de residência, RG e última ultrassonografia.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »