01/04/2018 às 22h16min - Atualizada em 01/04/2018 às 22h16min

Capitão da Polícia Militar que atirou em vizinho tem prisão preventiva decretada

Redação com T5
Foto: Ewerton Correia/TV Tambaú
O capitão da Polícia Militar suspeito de invadir o churrasco de um vizinho e efetuar cinco disparos contra ele na noite do último sábado (31) em Intermares, na Grande João Pessoa, teve sua prisão preventiva decretada neste domingo (1).

O policial passou por uma audiência de custódia nesta tarde. Ele teve a prisão convertida em prisão preventiva, e no momento está detido no Centro de Educação da Polícia Militar da Paraíba, que fica no bairro de Mangabeira, na capital.

Entenda o caso

De acordo com a polícia, o capitão é acusado de invadir um churrasco de um vizinho e realizar cinco disparos, no bairro de Intermares, no município de Cabedelo. A vítima, atingida três vezes, foi socorrida para o Hospital de Trauma de João Pessoa.

Testemunhas disseram que o capitão, que está afastado para tratamento de saúde, tinha uma série de desentendimentos com o vizinho há cerca de um ano. O motivo seria uma encomenda desse vizinho, que teria sido aberta e encontrada em um dos apartamentos pelo qual um zelador é responsável. O que se sabe é que o capitão teria se envolvido na discussão entre a vítima e o zelador.

 O suspeito foi detido pela Guarda Municipal de Cabedelo e levado para a Central de Polícia. As testemunhas que acompanharam o rapaz até a unidade hospitalar informaram ao repórter Ewerton Correia, da TV Tambáu, que recebiam ameaças de morte por parte do capitão. Elas relataram ainda que o suposto autor dos tiros trabalhava na corregedoria e estava afastado por problemas psicológicos.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »