28/11/2017 às 11h01min - Atualizada em 28/11/2017 às 11h01min

João Pessoa ganha projeto 'AnimaCentro' visando potencializar turismo no Centro Histórico

Secom/PMJP
Eleita pela Unesco como Cidade Criativa, João Pessoa passa a contar a partir de agora com uma programação permanente de ocupação cultural do Centro Histórico. Anunciado nesta terça-feira (24) pelo prefeito Luciano Cartaxo, o programa AnimaCentro garante a ampliação e manutenção de uma agenda de atividades artísticas para dar ainda mais vida a um conjunto de espaços históricos resgatados e revitalizados na região onde o município nasceu. Este é o maior projeto de intervenção cultural já realizando, unindo revitalização e dando sentido à ocupação do área central da Capital.

O AnimaCentro já vem sendo realizado há cerca de um mês de forma experimental e agora se consolida como um programa estabelecido em seis polos distintos: o Parque da Lagoa, a Praça da Independência, o Hotel Globo, a Casa da Pólvora e o Centro Cultural Pavilhão do Chá, além do Casarão 34, com o fortalecimento de atividades já permanentes como o Sabadinho Bom. Nesses seis pontos, nos últimos 30 dias, foram realizadas mais de 60 atividades culturais, a exemplo de concertos, apresentações de teatro, de dança e de circo, lançamentos de livro, recitais e exposições.

De acordo com o prefeito, Luciano Cartaxo, em 2013, a Prefeitura iniciou uma série de intervenções para recuperar o Centro Histórico e agora, ele se tornou um grande complexo para as artes e a cultura, valorizando os artistas da terra. São espaços públicos que estiveram abandonados nas últimas décadas como a Galeria Augusto dos Anjos, a Praça da Pedra, a Praça 1817, a Praça João Pessoa e a Escadaria Malagrida. Além disso, estão com obras avançadas a construção do Novo Conventinho, que receberá a Biblioteca do Futuro, e a Vila Sanhauá, os casarões históricos que serão transformados em residências.

 
"Com planejamento e muito trabalho, estamos promovendo mais do que um resgate histórico. Trata-se de um verdadeiro reencontro das pessoas com a história da nossa cidade, dando vida a uma área que ficou por muitos anos esquecida", ressaltou Luciano Cartaxo. "Queremos dar ainda mais vida ao Centro Histórico implantando as primeiras residências nos antigos casarões e abrindo ainda mais espaços para a arte e a cultura, como o Novo Conventinho, fortalecendo o título que acabamos de receber da Unesco de Cidade Criativa", acrescenta.

Festival - Durante os próximos quinze dias, as ações do AnimaCentro irão ocorrer de forma integrada ao Festival Internacional de Música Clássica, que reúne 30 atrações com reconhecimento dentro e fora do Brasil. Apenas no AnimaCentro, serão mais de 100 novas apresentações, em áreas como o teatro, circo, dança, música e cinema. "Essas atividades vão além do Festival, com uma programação permanente que veio para ficar. Seja ao longo de todo o mês de novembro, dezembro, seguindo durante todo o ano de 2018", afirmou o presidente da Fundação de Cultura, Maurício Burity.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você concorda com a redução da maioridade penal?

84.8%
15.2%