13/11/2017 às 20h11min - Atualizada em 13/11/2017 às 20h11min

Bando invade centro socioeducativo, retira e executa quatro jovens em conflito com a lei

G1
Foto: José Leomar
Quatro adolescentes em conflito com a lei foram retirados do Centro de Semiliberdade Mártir Francisca e assassinados a tiros na madrugada desta segunda-feira (13) no Bairro Sapiranga, em Fortaleza. Segundo o juiz Manoel Clístenes, titular da 5ª Vara da Infância e da Juventude de Fortaleza, um grupo armado invadiu o centro, retirou os internos e cometeu os assassinatos.

A Secretaria da Segurança do Ceará informou que dois suspeitos da chacina foram identificados. Nesta tarde, haverá uma reunião com entidades de defesa dos direitos de crianças e adolescentes, o juiz da Vara da Infância e da Juventude e representantes do Governo do Estado para discutir medidas a serem tomadas após a chacina.

Os criminosos chegaram ao local e retiraram seis adolescentes da unidade socioeducativa. Quatro dos seis jovens foram levados para uma comunidade próxima ao centro e assassinados. Os outros dois foram liberados pelos criminosos e retornaram ao centro.

A polícia foi acionada ao local e começou a realizar as primeiras investigações sobre os assassinatos. Ninguém foi preso. Os adolescentes já haviam relatado terem sofrido ameaças, de acordo com juiz.

O juiz Manoel Clístenes comentou que esta chacina foi o "caso mais grave já registrado no Sistema Socioeducacional de Fortaleza". "É um caso sem precedente. Uma situação gravíssima que prejudica a ressocialização dos jovens que ficaram", afirmou o magistrado.

A Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo (Seas), que administra os centros socioeducacionais, ainda não se pronunciou sobre o caso.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »