15/01/2017 às 18h28min - Atualizada em 15/01/2017 às 18h28min

Deputado afirma que presidirá ALPB em 'caráter colegiado'

Nonato Guedes
Os Guedes

O deputado estadual Gervásio Maia (PSB) informou ter avançado nos entendimentos com a atual direção da Assembleia Legislativa para o conhecimento de informações sobre como funciona a Casa que ele vai presidir no começo de fevereiro, substituindo ao mandato original de Adriano Galdino, que nos últimos dias chegou a ascender ao governo do Estado, no rodízio fixado por Lei para substituir ao governador Ricardo Coutinho na licença por ele requerida. O futuro presidente, que foi eleito por maioria, antecipadamente, no mesmo dia em que Adriano se elegeu derrotando o candidato Ricardo Marcelo, deu ênfase ao “caráter colegiado” na administração do Legislativo paraibano, observando que isto está em sintonia com a natureza eclético de formação da Mesa, congregando representantes de diferentes partidos.

Gervásio reiterou compromissos com a autonomia da Assembleia, em obediência ao que está previsto na própria Constituição. Isto não impede a Casa, a seu ver, de ter gestos de colaboração com relação a medidas de notório interesse público originárias do Poder Executivo. Ele argumentou, como exemplo, o período de calamidade derivado da estiagem que castiga impíedosamente localidades da Paraíba, ainda não suficientemente contempladas com as opbras preliminares da transposição de águas do rio São Francisco. “A Assembleia não pode fugir do compromisso de dividir com o governo a resolução de problemas cruciais que afligem a população como um todo”, ressaltou. Referiu-se, também, à grave situação financeira porque atravessam os Estados, indistintamente, a um ponto em que alguns deles não tiveram condições de manter em dia pagamentos da folha e outros compromissos.

– A Paraíba tem procurado cumprir o dever de casa, nas palavras do próprio governador Ricardo Coutinho, entretanto, tem se submetido a sacrifícios para evitar a ameaça de um colapso ou um pré-estado de falência, o que inviabilizaria por completo a capacidade de contratar empréstimos no Brasil e no exterior e de se beneficiar de repasse de recursos constitucionais a que têm direito – enfatizou o deputado. Ele disse, por outro lado, que será decisiva a colaboração dos deputados estaduais, em especial de integrantes da Mesa, para a elaboração de ampla agenda positiva de assuntos urgentes que reclamam soluções imperiosas mediante um esforço conjunto.

Gervásio, que se desfiliou do PMDB e ingressou no PSB a convite do governador Ricardo Coutinho, declara que tem tido uma “aula de Paraíba” ao acompanhar o chefe do Executivo em viagens a municípios do interior, em várias regiões. Frisou que a atual gestão tem sido capaz de superar obstáculos pontuais e conjunturais e procurar premiar comunidades com benefícios implementados com base em recursos próprios. “Esta situação se deveu à mão de ferro com que o governador conduziu o leme da governabilidade na Paraíba, tomando medidas de austeridade que se refletem colateralmente no equilíbrio das finanças, um desempenho que é reconhecido de forma elogiosa por governantes de outros Estados”, adiantou. Uma outra preocupação do futuro presidente da Assembleia é a de agilizar votações de matérias de interesse público em sessões ordinárias que venha a presidir, já investido no comando da Casa. “Estaremos atentos às prioridades para cumprirmos a nossa parte na execução de medidas indispensáveis”, comentou o deputado Gervásio Maia.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na sua opinião, o governador Ricardo Coutinho deve deixar o governo para ser candidato a Senador?

67.5%
32.5%