15/09/2017 às 15h18min - Atualizada em 15/09/2017 às 15h18min

Deputado é expulso por e-mail da presidência do PSL e vereador de João Pessoa assume o comando

ClickPB
O deputado Tião Gomes confirmou na tarde desta  sexta-feira (15)  que foi destituído da presidência do Partido Social Liberal na Paraíba.  “A executiva nacional da legenda  me tirou por e-mail”, lamentou Tião Gomes  que está de malas prontas para deixar o partido.  “Vou sair e todo o meu povo”, declarou Tião.

O deputado, que estava a 12 anos dirigindo o PSL, acusou o prefeito e o vice-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo e Manoel Júnior, respectivamente, de manobrarem para a sua saída. “Era do interesse deles eu ficar sem a presidência da legenda”, disparou.

Tião Gomes lembrar que nos 12 em que comandou o PSL, estruturou o partido que conta com seis mil filiados em 170 municípios, três deputados, três prefeitos e 49 vereadores.

Tião Gomes acredita ainda que o PSL via ficar sem nenhuma representatividade na Assembleia Legislativa. Ele pretende se reunir com os deputados Bosco Carneiro e José Paulo para definir uma data para deixar a legenda. "Será uma decisão e escolha conjunta", declarou Tião ao lembrar que tem até abril de 2018 para se desfiliar do partido. "Vamos procurar legenda que nos dê guarida", disse. 

O ex-presidente do PSL acredita que o PSL deve se afundar na maioria dos municípios onde já está consolidado. "Vai sair quase todo mundo. Todos os meus amigos". 

 
Tião Gomes disse ainda não estava se sentido confortável com as mudanças propostas. "Não sou obrigado a aceitar as imposições, as maluquices imposta por esse povo", declarou o deputado ao falar do Livres.

O vereador de João Pessoa, Lucas de Brito Pereira, é o novo presidente do PSL na Paraíba. 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na sua opinião, o governador Ricardo Coutinho deve deixar o governo para ser candidato a Senador?

67.5%
32.5%