03/07/2022 às 18h04min - Atualizada em 03/07/2022 às 18h04min

Bolsonaro diz que Brasil está superando aumento dos combustíveis

O presidente Jair Bolsonaro (PL) declarou, neste sábado (2), durante o evento evangélico “Louvorzão”, na praça da Apoteose, no Rio de Janeiro, que o Brasil está superando o aumento nos preços dos combustíveis.

“As questões materiais que todos nós sofremos, com a inflação, por exemplo, nós superamos, como estamos superando agora a questão do aumento dos combustíveis. Uma lei federal vem fazendo com que os combustíveis caiam por todo Brasil”, afirmou Bolsonaro.

Ao ser apresentado no local, o presidente foi aplaudido por apoiadores e vaiado por um grupo contrário a ele.

Pela manhã, em discurso no Farol da Barra, em Salvador, Bolsonaro criticou os governadores do Nordeste por “entraram na justiça contra a redução de impostos na gasolina”.

Em 24 de junho, Bolsonaro sancionou o texto que estabelece uma alíquota fixa para o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS). Segundo o presidente, os governadores não estão dispostos a abrir mãos de recursos em benefício do povo.

“Isso é inadmissível, um partido, uma região do nosso país, cujo os governadores dizem que ajudam os mais pobres, mas quando chega na hora, fazem exatamente o contrário”, expôs. E complementou dizendo que o país terá um dos combustíveis “mais baratos do mundo”.

Bolsonaro ainda disse que o Brasil vive uma luta do bem contra o mal nas eleições deste ano.

“O Brasil enfrenta uma luta do bem contra o mal. Sabemos o que o nosso lado do bem quer, assim como nós sabemos o que o outro lado deseja. O outro lado quer legalizar o aborto, nós não queremos, o outro lado quer legalizar as drogas, nós não queremos. O outro lado quer legalizar a ideologia de gênero, nós não queremos”, proclamou.

“O outro lado quer se aproximar de países comunistas, nós não queremos. O outro lado ataca a família, nós defendemos a família. O outro lado quer cercear as mídias sociais, nós queremos a liberdade das mídias sociais. Ou seja, tudo que o outro lado quer nós não queremos e isso é o que está em jogo no nosso pais”, finalizou.

Após o pronunciamento, o presidente deixou o evento sem falar com a imprensa e seguiu para Brasília.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »