26/05/2022 às 10h07min - Atualizada em 26/05/2022 às 10h07min

Símbolo sexual dos anos 90 se arrepende de ter posado nua: ‘Deus sabe o que eu sofri’

Correio Braziliense
Joana Prado foi um dos grandes símbolos sexuais nos anos 90, vivendo a personagem Feiticeira. Muito viva no imaginário masculino, a Feiticeira posou nua para a extinta revista Playboy, em dezembro de 1999. Quase 23 anos depois, mais madura e com outra cabeça, Joana comentou sobre seu arrependimento.

O assunto foi debatido com Karina Bacchi, durante uma live no Instagram. Atualmente com 45 anos e convertida ao cristianismo, Joana conta que vive de uma outra forma e mudou sua história. “Para mim, a palavra arrependimento, no hebraico, é mudança de direção, então, eu tenho que mudar minha direção. No grego, é mudança de pensamento, eu tenho que mudar meu pensamento. Eu me arrependi, sim, o que significa que eu não quero mais fazer aquilo o que eu fazia antes”, disse a ex-Feiticeira, que é casada desde 2003 com Vitor Belfort. Joana ainda acrescentou:

“Me arrependi da minha época da Feiticeira porque o arrependimento significa mudança de atitude e de pensamento, para daí ter o entendimento que é fazer e seguir tudo o que Jesus nos ensinou.”

Mesmo arrependida, ela se vê obrigada a reconhecer que o trabalho lhe abriu portas e que a Feiticeira foi importante no seu processo de amadurecimento pessoal e profissional: “Só Deus sabe o tanto que eu sofri, mas também o tanto que eu me diverti, cresci, amadureci e aprendi com a época”, pontuou.

Em dado momento da conversa, Joana fez questão de dizer que nunca se valeu do seu posto de Símbolo Sexual para ficar com alguém. Hoje em dia, ela vive nos Estados Unidos com Vitor e até se naturalizou norte-americana.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »