13/05/2022 às 06h31min - Atualizada em 13/05/2022 às 06h31min

Empresários, pai e filho são brutalmente assassinados na porta de padaria; criminoso estava de moto

Metrópoles
Amigos e vizinhos dos empresários mortos a tiros na tarde desta quinta-feira (12/5), em Taguatinga Sul, estão estarrecidos com o crime. Edson do Carmo de Jesus, 63 anos, e Warlison Rodrigues de Jesus, 31, pai e filho, respectivamente, foram brutalmente assassinados próximo à padaria da família, a Empório Life, na CSG 5. “Pelo que sabemos, ele não tinham nenhuma rixa”, diz a irmã de Warlison, Priscila Werneck Rodrigues. A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga o caso.

Pai e filho estavam no local quando, segundo testemunhas, um homem de moto passou e abriu fogo. Foram ouvido diversos tiros. As vítimas morreram na hora.

O crime ocorreu por volta das 17h. Até as 23h desta quinta, investigadores continuavam na cena do crime, apurando as circunstâncias do duplo homicídio. Do lado de fora da residência, amigos, vizinhos e familiares das vítimas se mostravam estarrecidos.

Segundo o publicitário Dênis Moura, Warlison era amigo de todos e homem trabalhador. “Soube que ele morreu porque passou no jornal. Logo depois me ligaram. Era amigo, amigo mesmo. Trabalhador, gente boa pra caramba, não tinha guerra com ninguém. Pai de uma criança de 4 anos. Sempre me atendeu bem na padaria, amigo de dentro de casa”, afirma.

A esposa de Edson e mãe de Warlison também estava no local. Desesperada, ela apenas chorava e gritava pelo filho. “Ai, meu Deus, Warlison! Meu filho! Não pode ser”, dizia, ao mesmo tempo que era amparada por parentes.

Família

Nas redes sociais, a família interagia bastante, com emojis e declarações de amor. Edson fazia diversas publicações, onde se derretia pelos filhos e pela neta. Warlison a mesma coisa. Em seu perfil no Facebook, publicava recorrentemente fotos da menina. “Acordar todos os dias com esse sorriso não tem preço”. As imagens eram prontamente comentadas pelo avô: “Vovô ama muito”.


Os moradores do Tagua Life, residencial que fica nas proximidades de onde ocorreu o duplo homicídio, estão assustados com o caso. “Desci com o cachorro e já estava todo mundo aí, gritando, mas ninguém informou nada. Disseram que mataram duas pessoas”, disse a estudante Isadora Marques, 21.

O namorado dela, o também estudante Ralf de Jesus, 23, afirma que a região é perigosa. “Aqui tem muito tráfico, muitos moradores de rua, o estacionamento aqui serve de motel. Já sofri tentativa de assalto aqui, na porta de casa”, contou.

Uma van do Instituto Médico Legal (IML) chegou ao local do crime por volta das 21h. Pouco depois das 23h, deixou o local. O caso é investigado pela 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul).

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »