12/10/2021 às 18h19min - Atualizada em 12/10/2021 às 18h19min

Homem é preso por jogar óleo fervendo nas costas de companheira: “Piranha”

Metrópoles
Foto: Reprodução
Um homem de 32 anos foi preso, na manhã desta terça-feira (12/10), após jogar óleo quente sobre o corpo da companheira, uma mulher de 40 anos, na Estância I de Planaltina. Ela sofreu queimaduras de primeiro grau no pescoço e nos braços.

Quando a Polícia Militar chegou ao local do crime, a mulher estava fora de casa, nervosa e chorando. Aos militares, ela relatou que havia discutido com o marido e que, durante a briga, ele jogou óleo quente em suas costas. A vítima foi socorrida e encaminhada ao Hospital Regional de Planaltina e, em seguida, transferida ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran).

O suspeito tentou fugir depois do crime, mas acabou detido por policiais militares na DF-128, em frente ao Condomínio Sarandy, e encaminhado para a 16ª Delegacia de Polícia (Planaltina).

O caso é investigado pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) como lesão corporal em contexto de violência doméstica.

Violência constante

O Metrópoles apurou que a vítima está em um relacionamento com o autor há três anos e mora com ele na casa da sogra dela. À polícia, ela relatou que fora vítima de violência doméstica praticada pelo companheiro outras vezes, mas que não chegou a registrar ocorrência.

Segundo ela, o homem é alcoólatra e, quando está embriagado, “fica muito agressivo”. A mulher ainda denunciou que “o negócio dele é tentar me matar enforcada”.

Na noite dessa segunda-feira (11/10), o homem saiu com um amigo e levou a bicicleta da mulher. Por volta das 3h, ela saiu para procurá-los e os encontrou embriagados. Na ocasião, ela teria discutido com os dois, uma vez que o amigo do companheiro teria levado a bicicleta sem autorização.

Na manhã desta terça, a discussão entre o casal foi retomada. Ela fritava carne para o almoço quando o homem acordou e iniciou a briga, chamando a mulher de “piranha”. Momentos depois, ele jogou o óleo quente da panela nas costas da companheira, a trancou dentro de casa e fugiu, pulando o muro.

Mesmo com as queimaduras, a mulher conseguiu pedir socorro. Policiais militares a levaram para o hospital e, apesar dos ferimentos, o quadro dela é estável. Após o crime desta terça, ela solicitou medidas protetivas.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »