14/09/2021 às 17h29min - Atualizada em 14/09/2021 às 17h29min

Gaeco apresenta nova denúncia contra Ricardo Coutinho e mais 12 por fraude em licitação

O Ministério Público da Paraíba, através do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), protocolou a 22ª denúncia contra o ex-governador Ricardo Coutinho.

O ex-governador e mais 12 pessoas são acusados de suposta fraude envolvendo a licitação que resultou na renovação do contrato da Cruz Vermelha Brasileira para a administração do Hospital de Emergência e Trauma, em 2012. A Organização Social geriu a unidade hospitalar entre 2011 e 2019.

Na denúncia, o MPPB pede a condenação dos acusados, a perda do cargo, função, emprego ou mandato eletivo, além de multa de R$ 49,3 milhões a título de reparação do que teria sido desviado dos cofres públicos.

De acordo com a denúncia, a renovação envolveu o empresário Daniel Gomes da Silva, a ex-secretária de Administração do Estado Livânia Farias, ambos delatores na Operação Calvário, e os ex-secretários de Saúde Waldson Souza e Cláudia Veras.

Na denúncia, protocolada na 6ª Vara Criminal de João Pessoa, o MPPB aponta para os suposto crimes de corrupção ativa e passiva, fraudes em licitação e peculato.

De acordo com o Gaeco, teria havido pagamento de propinas por parte da Cruz Vermelha a agentes públicos. E que entre os meses de julho 2012 a junho de 2017 foram desviados cerca de 49 milhões de recursos públicos.

Deste total, de acordo com o órgão, pelo menos R$ 18 milhões teriam sido destinados a representantes do governo. A estimativa é que o suposto esquema teria resultado em um prejuízo superior a R$ 50 milhões aos cofres públicos.

Os denunciados

Ricardo Coutinho
Daniel Gomes
Livânia Farias
Waldson de Souza
Claudia Veras
Karla Michele Vitorino Maia
Leandro Azevedo
Saulo de Avelar Esteves
Ricardo Elias Restum Antonio
Milton Pacífico José de Araújo
Saulo Pereira Fernandes
Keydison Samuel de Sousa Santiago
Michelle Louzada Cardoso
Portal Correio
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a eleição fosse hoje, em quem você votaria para Presidente da OAB/PB?

21.3%
41.0%
34.8%
0.6%
2.4%