10/09/2021 às 11h14min - Atualizada em 10/09/2021 às 11h14min

CASO ANIELLE: Perícia aponta que a menina estava viva quando foi jogada em lamaçal

A Chefe do Numol de João Pessoa, Cristiane Helena Freire, informou que os primeiros resultados periciais apontam que a menina Anielle, encontrada morta na quarta-feira (8), estava viva quando foi jogada no lamaçal em uma mata no bairro de Miramar. A perita afirmou que a criança de 11 anos aspirou lama, o que mostra esforço de respiração antes do falecimento.

Os exames ainda não mostram se houve agressão sexual. Segundo a chefe do Numol, o estado de decomposição em que o corpo foi encontrado dificulta o trabalho. “O laudo terá que esperar o resultado de outros exames para ser fechado”, destacou Cristiane Helena, em entrevista à TV Cabo Branco.

Sobre o perfil do agressor  a perita também disse que vários testes estão sendo realizados e que a equipe está empenhada em traçar esse perfil genético.

Em relação ao principal suspeito de ter cometido o crime, José Alex da Silva, de 35 anos, ele esteve ontem no Numol para a realização de um novo exame pericial por determinação da Justiça, depois de ter alegado ter sofrido violência policial.

O acusado confirma que matou a criança por esganadura, mas nega ter cometido agressão sexual. A perícia também tenta desvendar se houve a participação de outra pessoa no assassinato. Com MaisPB

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a eleição fosse hoje, em quem você votaria para Presidente da OAB/PB?

21.3%
41.0%
34.8%
0.6%
2.4%