27/07/2021 às 20h55min - Atualizada em 27/07/2021 às 20h55min

Roberto Paulino pode deixar o MDB em caso de rompimento da legenda com João Azevêdo

O ex-governador e secretário Chefe de Estado, Roberto Paulino (MDB), apostou que as movimentações em uma provável chapa entre Veneziano Vital do Rêgo (MDB) e Cássio Cunha Lima (PSDB) se tratam de jogada de marketing do ex-senador tucano.

“É marketing de Cássio. Ele está calado, esquecido pelas lideranças do PSDB. Como se pode falar de uma aliança e excluir Romero? Isso [aliança Cássio e Veneziano] não vai existir. Cássio é habilidoso e estava meio quieto. Ele já conseguiu o que queria, dar problema no MDB com João e mandou o recado para Romero”, disse Paulino em entrevista à Rádio Correio.

Segundo o ex-governador, a hipótese de aproximação entre Vital do Rêgo e Cunha Lima afetou a relação entre os tucanos de Campina Grande.

“Romero já está magoado. Veneziano cumpriu um bom papel, porque ajudou a dividir [Romero e Cássio]. Ele [Veneziano] está no governo, está com a gente. A essa altura, Cássio vai ter que usar um bom poder de convencimento para fazer com que Romero volte a acreditar nele”, pontuou.

O emedebista garantiu que o MDB estará aliado de João Azevêdo em 2022.

“Eu tenho certeza que o MDB vai marchar junto com João, o próprio Raniery tem dito isso”, disse. O secretário ameaçou, ainda, deixar o partido.

“Uma coisa na minha vida que sei ser é grato e leal, e hoje nesse mundo atual é defeito, mas eu sou assim e quero morrer assim. Então João me convidou, e se amanhã o partido decidir que deve romper e tudo isso, eu vou até avaliar se devo sair ou não do MDB. Aí eu vou avaliar. Mas o MDB da Paraíba tem a cara de Roberto Paulino e nossos companheiros na base na sua maioria querem essa aliança e Vené sabe disso” declarou.

MaisPB

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a eleição fosse hoje, em quem você votaria para Presidente da OAB/PB?

21.8%
39.3%
35.8%
0.5%
2.5%