04/05/2021 às 20h14min - Atualizada em 04/05/2021 às 20h14min

Brasil chega a 15% da população vacinada contra covid-19

Nesta terça-feira (4), o Brasil chegou à marca de 32,8 milhões de vacinados contra a covid-19. No total, 32.881.298 brasileiros receberam pelo menos uma dose de imunizante, o que equivale a 15,53% da população do país. Os dados são do consórcio de veículos de imprensa, baseado nas informações fornecidas pelas secretarias estaduais de saúde.

A primeira dose de vacina foi aplicada em 564.791 pessoas nas últimas 24 horas em todo o país. No mesmo período, outras 444.724 receberam a segunda dose.

No total, 16.723.761 brasileiros receberam as duas doses de vacina, conforme a recomendação dos laboratórios responsáveis pela produção da CoronaVac e da Oxford/AstraZeneca. O número corresponde a apenas 7,9% da população nacional.

O Rio Grande do Sul se tornou o primeiro estado a vacinar mais de 20% de sua população com a primeira dose de imunizante. No total, 20,34% dos habitantes locais receberam a dose inicial.

O estado de São Paulo continua em primeiro lugar entre aqueles que, em termos percentuais, mais aplicaram a segunda dose: 9,82% da população local.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), criticou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e disse que está esperando a "boa vontade" da agência em aprovar a vacina russa Sputnik V.

Segundo Costa, o Consórcio do Nordeste chegou a enviar pessoas para a Rússia, nos mesmos dias em que os técnicos da Anvisa estavam lá, e mesmo assim os técnicos da agência não reportaram que tinham sido impedidos de acessar os laboratórios.

"O que nós [Consórcio do Nordeste] estamos pedindo é um pouco mais de boa vontade da Anvisa dessa vez para que ela faça o teste, pegue amostras e faça os testes se de fato contém ou não o vírus replicante. Basta pegar os frascos e, se quiser garantir que a amostra seja aleatória, vá até a Argentina, solicite os frascos, faça o teste e avise ao mundo se tem ou não tem o vírus replicante", afirmou Costa, durante entrevista à CNN, na manhã desta terça-feira.

O governador argumentou que 64 países do mundo estão usando a vacina e não houve registros de efeitos colaterais. "Nós, do Consórcio, vamos insistir sim até porque temos convicção de que 64 países do mundo não estão errados e mais de 20 milhões de pessoas estão usando a Sputnik. Vários técnicos indicam que é uma das melhores vacinas com o menor efeito colateral possível e não há casos de efeitos colaterais no mundo", afirmou o governador.. Nos encontramos lá!

UOL


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »