02/05/2021 às 07h43min - Atualizada em 02/05/2021 às 07h43min

Ex-juiz federal que atirou contra vizinho é preso após desacatar PMs: VEJA O VÍDEO

G1
O ex-juiz do Rio de Janeiro, Jorge Jansen Couñago Novelle, de 61 anos, foi detido após ofender e agredir o dono de uma pousada e desacatar policiais militares em Santo Amaro do Maranhão, na região dos Lençóis Maranhenses. O caso aconteceu na última quinta-feira (29). Em 2018, o magistrado foi filmado atirando contra o seu vizinho em um prédio em Copacabana, na Zona Sul do Rio.

O G1 não conseguiu localizar a defesa de Jorge Jansen até a atualização desta reportagem.

Os vídeos que mostram as agressões foram captados por câmeras de segurança da pousada (veja o vídeo acima). Nas imagens, o ex-juiz aparece alterado e chega a agredir um dos funcionários do estabelecimento.

Outras duas pessoas impedir novas agressões. O ex-juiz insulta o homem e chega a ser expulso da pousada. Depois, ele retorna ao local com um pedaço de madeira nas mãos e faz ameaças.

Em outras imagens, Jorge Jansen aparece segurando uma garrafa de bebida alcoólica e é contido pelos policiais militares. Uma arma que seria do juiz chega a ser entregue aos PMs.

Ao G1, o delegado regional de Santo Amaro, Ricardo Carneiro, afirmou que após ter sido detido, Jorge Jansen insultou e desacatou os policiais militares que o conduziam até a delegacia da cidade Barreirinhas. No caminho, o ex-juiz tentou ainda danificar o banco da viatura da PM.

"Ele é uma pessoa que apresentou um desequilíbrio o tempo inteiro, tanto na noite em que foi feita a apresentação dele, quanto na manhã seguinte. Ele apresentou um nítido desequilíbrio", disse o delegado.

Segundo o delegado, Jorge Jansen também foi agressivo com os policiais civis e chegou a insultar a delegada Verônica Serra, que estava de plantão. Ele foi autuado por em flagrante pelos crimes de desacato e injúria real.

Por se tratar de dois crimes em que a soma das penas fica abaixo de quatro anos, Jorge Jansen teve direito à fiança de seis salários mínimos. Após pagar a quantia, o ex-juiz foi liberado.

O delegado Ricardo Carneiro afirmou que o inquérito segue em tramitação. Ainda nesta semana, o caso será enviado ao Poder Judiciário na cidade de Humberto de Campos para ser julgado.

"O inquérito vai tramitar, as investigações vão continuar, para que os fatos sejam esclarecidos da melhor forma e o caso segue para a justiça. Santo Amaro é o termo judiciário que pertence à comarca de Humberto de Campos. Eu que serei o responsável pelo flagrante e continuarei na investigação que segue pra justiça nessa semana", concluiu Ricardo Carneiro.

Tiros contra vizinho

Em 2018, quando ainda era juiz da 5ª Vara Cível do Rio de Janeiro, Jorge Jansen foi flagrado atirando contra o osteopata Pedro Augusto Guerra, seu vizinho no prédio em que mora em Copacabana, na Zona Sul do Rio. O caso aconteceu na madrugada do dia 1º de maio e foi registrado com a câmera de um celular.

As imagens mostram o momento em que o tiro foi disparado, após uma discussão entre o juiz e o médico. No vídeo também é possível ouvir o juiz brigando com o vizinho e o ameaçando.

Na 14ª DP (Leblon), onde foi registrado o caso, agentes informaram que o procedimento está sob sigilo e já foi remetido à presidência do Tribunal de Justiça. O TJ comunicou que Novelle está "em licença médica para tratar da saúde". Também foi informado que há interesse do tribunal em esclarecer os fatos e que a Corte irá se posicionar "no momento em que o processo for instaurado".

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »