01/03/2021 às 13h39min - Atualizada em 01/03/2021 às 13h39min

Vereador do PT endossa decreto da Prefeitura de JP para conter pandemia diz que atividades religiosas podem ser remotas ao menos por 15 dias

O vereador Marcos Henriques, do PT de João Pessoa, é mais um parlamentar que saiu em defesa da posição da prefeitura de João Pessoa em restringir atividades presenciais na Capital para conter o avanço da Covid-19.

O parlamentar, que é integrante da Igreja Batista de Jaguaribe há muito anos, discordou da posição dos colegas evangélicos e católicos que foram ao plenário da CMJP criticar e a iniciar um movimento em defesa da flexibilização do decreto.

“Acho que, como fez o próprio pastor da nossa igreja, as reuniões podem muito bem ser suspensas por um período de pelo menos de 15 dias. Somente assim, será possível combater o avanço da doença. Há possibilidade de prática religiosa de forma remota e, com o passar dos dias, essa situação pode ser reavaliada”, disse Henriques.

Para o caso das igrejas, Marcos Henriques acredita que a solução do problema pode passar por iniciativas como essas que parte de alguns dos próprios pastores. Mas discorda do decreto no que se refere a outras atividades. “Para parar as atividades como a dos músicos, é preciso que a prefeitura encontre e apresente uma alternativa de auxílio e de apoio”, afirmou o vereador.inja - Por Henrique Lima | Todos os direitos reservados.

Blog do Ninja

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »