04/02/2021 às 16h04min - Atualizada em 04/02/2021 às 16h04min

Instagram: nova ferramenta permite que posts apagados sejam recuperados

A novidade ainda está sendo disponibilizada aos usuários de IOs e Android, na atualização mais recente do app

O Instagram está com uma ferramenta nova para os usuários arrependidos de apagar publicações. O recurso de “lixeira” permitirá que fotos, vídeos, reels e IGTV apagados possam ser acessados e recuperados em até um mês.

Os stories têm vida mais curta: ficarão disponíveis em até 24 horas após a exclusão. Isso vale apenas para as publicações apagadas antes do tempo total dos stories.

Semelhante ao álbum "apagados" do iPhone, que permite que o usuário acesse arquivos deletados por até 30 dias, a ferramenta criará uma pasta no aplicativo onde os usuários terão acesso às suas publicações apagadas.

Essa lixeira poderá ser acessada em “configurações > conta > apagados recentemente”. Para que os arquivos sejam restaurados ou excluídos permanentemente, o aplicativo exigirá uma verificação da conta. Na seção, os usuários poderão ver quantos dias restam até o conteúdo ser definitivamente excluído.

A novidade ainda está sendo disponibilizada aos usuários de IOs e Android, na atualização mais recente do app. 

De acordo com a rede social, a ferramenta tem o objetivo de ajudar no gerenciamento de conteúdo por usuários. Para os que apagam sem querer um conteúdo ou porque se cansaram da publicação e estão arrependidos, a “lixeira” permitirá que os posts não sejam perdidos para sempre.

Outra função da “lixeira” é que usuários que tenham suas redes invadidas por hackers que deletem todo o seu conteúdo, possam recuperar o que foi perdido. Além de combater um ataque hacker, funciona como um backup provisório para internautas.

Segundo o próprio Instagram, publicações apagadas podem levar até 90 dias para ser totalmente excluídas do aplicativo.

Isso acontece porque o próprio app faz constantes cópias de conteúdo em armazenamento de backup em caso de erro de software, desastre ou outra perda de dados. Essas cópias não ficam disponíveis a nenhum usuário, apenas para os servidores.

CNN

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »