16/01/2021 às 08h57min - Atualizada em 16/01/2021 às 08h57min

Em depoimento, Duda Reis revela que foi dopada e estuprada por Nego do Borel; veja

O Dia
Duda Reis esteve na 1ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher)em São Paulo, para registrar um boletim de ocorrência contra Nego do Borel nesta quinta-feira (14). Em depoimento, a atriz revelou ter sido dopada com remédios e estuprada pelo ex-noivo durante uma viagem do então casal para Portugal, em 2018.

No depoimento, que vários veículos tiveram acesso e a coluna conseguiu alguns trechos, Duda diz que usava alprazolam, medicamento indicado para combater crises de ansiedade e transtorno do pânico. O remédio era usado com recomendação médica e ela tinha a indicação de ingerir 2 miligramas por dia. No entanto, durante a viagem, Nego do Borel teria a incentivado a aumentar as doses. Ela chegou a ingerir 8 miligramas, o que a deixava dopada. Ainda de acordo com Duda Reis, o cantor teria mantido relações sexuais não consentidas e continuava com o ato mesmo enquanto a influenciadora pedia para ele parar.

O apresentador Reinaldo Gottino do 'Balanço Geral SP', da Record, chegou a ler trechos do depoimento e relatou uma briga nessa mesma viagem para Portugal. "Durante a mesma viagem, o autor [Nego do Borel] forçou a vítima a acompanhá-lo em um show e que, perante a recusa da vítima, o autor a empurrou contra um cabideiro no local onde eles estavam. Ela caiu sobre o solo, resultando em lesão em suas costas e pernas. Mesmo machucada, a vítima ainda foi obrigada a acompanhá-lo ao show, ela estava dopada pelo medicamento alprazolam, mas durante o percurso pedia para sair do veículo e retornar ao hotel. Ao parar o veículo, o autor a forçou a sair, mas ela se recusou. A equipe que estava com o autor impediu que ele a abandonasse em um local deserto. O autor dizia que as crises psicológicas e emocionais eram bobagem".


A coluna procurou as advogadas de Duda, Izabella Borges e Gizelly Bicalho que informaram que estão neste primeiro dia 'voltadas ao acolhimento emocional da vítima e sua família'. Elas prometeram se manifestarem esclarecimentos à imprensa sobre o caso, em breve, e confirmaram o grave teor do depoimento e a concessão de algumas medidas protetivas de urgência. 

"Vítima foi traída diversas vezes pelo autor sem que soubesse, e que contraiu HPV do autor. Duda só teve um parceiro sexual antes do agressor. Ele manteve relação sexual com outras mulheres", diz um trecho.
No boletim, Duda diz ainda que Nego do Borel costumava chamá-la de 'piranha' e 'louca', além de outros palavrões, e relatou que o funkeiro ameaçou expor nas redes sociais fotos e vídeos íntimos que ele tem dela, com o intuito de acabar com a carreira da atriz.

Segundo Duda, Nego a forçava ainda a romper com a família da atriz e que ele ameaçava o pai, mãe e irmã da vítima. Ela diz ainda que teme por sua integridade física, pois já presenciou o cantor em chamadas de vídeos com presidiários e ter descoberto u na residência um fuzil e um cofre com R$ 2 milhões em espécie. 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »