19/11/2020 às 08h20min - Atualizada em 19/11/2020 às 08h20min

Câmara de João Pessoa adquire terreno para nova sede

A aquisição de um terreno para a construção da nova sede do Legislativo Municipal Pessoense, além da informatização do Plenário Senador Humberto Lucena, com a integração de painel e bancadas com tablets fixos. Isso foi o que a Mesa Diretora da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) anunciou, durante a sessão ordinária mista (presencial e remota) desta quarta-feira (18). Os recursos foram fruto de economia feita durante a atual administração.

A nova sede da CMJP será construída no espaço vizinho ao Anexo I do Legislativo, situado na Rua das Trincheiras, em frente à sede atual. A licitação para a compra do espaço já ocorreu e o terreno já foi adquirido.

“Zelamos pelo dinheiro público, tendo atenção à sua gestão. Adquirimos um terreno para um novo prédio da Casa, pois a estrutura de nossa sede atual é antiga e necessita de reparos. Juntos, os vereadores da Legislatura que assumirá em 2021 e o próximo prefeito de João Pessoa, vamos construir um prédio novo, que, além de um desejo, é uma grande necessidade de todos os servidores e parlamentares da CMJP”, informou o presidente da Casa, João Corujinha (Progressistas).

Além disso, está previsto para o fim deste ano, a conclusão de adequações no plenário para integrar o Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL), o painel de votações e tablets fixos nas bancadas dos parlamentares. Isso permitirá a utilização de um sistema no qual todas as informações e documentos relativos aos eventos que acontecerem no plenário estejam integralmente processados e à disposição dos parlamentares, de forma digital. A mudança vai possibilitar que a Câmara economize gastos com papel, agredindo menos o meio ambiente; e implante uma nova forma de deliberar no Legislativo, mais ágil, limpa, segura e moderna.

Segundo a diretora-geral da CMJP, Luana Henrique Nunes, o plenário da Casa Napoleão Laureano deixará de funcionar de forma mecânica. “O SAPL vai ser integrado ao painel, que também estará conectado a tablets fixos nas bancadas e aos microfones. Esse sistema vai processar e informar tudo relativo às votações em curso, detalhes sobre os inscritos para uso da palavra, contagem de tempo de fala em pronunciamento, exibição de conteúdos como a foto do parlamentar e sua legenda. Em suma, o plenário funcionará de forma digital”, observou.

Conforme acrescentou a diretora-geral, o processo licitatório desse material já ocorreu. A previsão é de que essa tecnologia chegue ainda este mês à Casa, possibilitando sua instalação e treinamentos. Ainda de acordo com a gestora, é possível que a atual Legislatura já comece a deliberar em plenário com o novo sistema. “Já temos uma equipe composta por servidores de vários setores, como o Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI), o Patrimônio e a Secretaria de Comunicação da Casa. Esse grupo tem se reunido para discutir e averiguar a estrutura da CMJP, a fim de que sejam realizadas as adequações necessárias para que tudo possa ser bem instalado e entre em funcionamento”, adiantou Luana Nunes.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »