10/11/2020 às 10h11min - Atualizada em 10/11/2020 às 10h11min

ASSISTA: Atores podem ser indiciados por gravarem sexo em ponto turístico

Metrópoles
Na última semana, quatro atores pornô mexicanos desagradaram as autoridades do governo local e podem ser processados por “ultrapassarem os limites da moral e dos bons costumes”.

Alex Marin e as três companheiras com quem vive um relacionamento poliamoroso – Mia Marin, Giselle Montes e Yamileth Ramirez – gravaram cenas de sexo explícito em um barco no Rio Grijalva que corta o cânion do Sumidero, em Chiapas, no México.

No momento em que o vídeo começou a rodar na internet, a Comissão Nacional das Áreas Naturais Protegidas tomou conhecimento e decidiu indiciar os atores.
“Foram feitos filmes de conteúdo sexual que prejudicam a imagem do ícone que representa o orgulho de Chiapas e ultrapassam os limites da moral e dos bons costumes. Essas imagens prejudicam a conexão que Chiapas tem com nosso emblema, social e cultural, já que o imponente canyon está localizado no coração de Chiapas como o símbolo de nossas lutas e a raiz de nossos povos”, diz o comunicado da entidade.

Em seu canal no YouTube, Alex fez um vídeo explicando o que aconteceu no dia. O mexicano disse que gravar foi algo espontâneo, que eles não foram intencionados a fazer, e se desculpou com quem possa ter se sentido ofendido.

 


Nas redes sociais, o caso dividiu opiniões entre quem considerou a atitude irresponsável e quem achou que a reação das autoridades foi exagerada, alegando até que o vídeo traria divulgação para o local.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »