03/05/2017 às 21h07min - Atualizada em 03/05/2017 às 21h07min

Chuvas devem continuar provocando problemas no trânsito da capital nesta quinta

Portal Correio
Após mais de 139 milímetros de chuva (mm) registrados em menos de 24 horas, João Pessoa deve registrar mais chuvas nesta quinta-feira (4), segundo previsão da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa). Além do Litoral, as regiões do Brejo, Agreste e Sertão também devem receber chuvas. Veja abaixo a previsão completa.

No Litoral, além das chuvas a Aesa prevê temperaturas variando entre 24°C e 30°C. No Brejo, as temperaturas devem ficar entre 20° e 28°C; no Agreste entre 20° e 30°C; e no Sertão entre 22°C e 35°C.

Nessa terça-feira (2), as imediações dos viadutos do Geisel e do Cristo; a Avenida Tancredo Neves; a Avenida Sérgio Guerra, principal do bairro dos Bancários; a Avenida Sanhauá, em frente à Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU); A Avenida Epitácio Pessoa, próximo ao Colégio Lourdinas; e a ladeira que liga os bairros de Mangabeira e Cuiá foram os mais críticos por conta das chuvas em João Pessoa.

Segundo o superintendente da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP), Carlos Batinga, no viaduto do Geisel, carros e até ônibus ficaram impossibilitados de trafegar por conta do acúmulo de água. 
“Depois que foi feito o viaduto não fizeram a drenagem e estamos com problemas seríssimos, um problema que não existia. Estivemos junto a PRF realizando bloqueios, mas não tivemos muito o que fazer se não bloquear o tráfego. Não existe para onde a água escoar e esse foi o maior problema que enfrentamos por conta das chuvas”, afirmou Carlos Batinga.
Outro ponto com problemas, a principal dos Bancários deve deixar de apresentar acúmulo de água nos próximos meses já que, segundo Carlos Batinga, a obra de macrodrenagem está 90% concluída.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o viaduto do Geisel não registrou problemas, mas as imediações do viaduto acumularam água o que causou congestionamento excessivo na região.
“Na região do viaduto do Geisel nós atuamos em parceria com a Semob-JP para controlar o tráfego, já que as imediações do viaduto estavam alagadas e isso gerou congestionamento. Também fechamos o acesso da BR-230 para a Rua Diógenes Chianca para que o fluxo na Avenida Hilton Souto Maior fosse menor”, informou a PRF.
O Portal tentou contato com a Defesa Civil de João Pessoa e a Secretaria de Infraestrutura de João Pessoa (Seinfra) para que elas comentassem quais foram as ações realizadas nas últimas horas com relação às chuvas, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta matéria.

Também foi procurada a superintendente de Obras do Plano de Desenvolvimento da Paraíba (Suplan), Simone Coelho, para que ela comentasse as declarações do superintendente da Semob-JP sobre a falta de drenagem no viaduto do Geisel, mas o telefone da superintendente estava desligado até a publicação desta matéria.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »