30/04/2017 às 18h04min - Atualizada em 30/04/2017 às 18h04min

Líder de Temer na Câmara, Aguinaldo trabalha como 'dedo duro' na caça aos 'infiéis' na votação da reforma

Redação com PBagora
web
Michel Temer considera que foi traído por 70 deputados da base aliada na votação da reforma trabalhista.

Do total, 25 serão punidos com a exoneração de seus apadrinhados de cargos na máquina federal. São os que o governo considera “irrecuperáveis” e contrários também à reforma da Previdência.

Temer espera que sirvam de exemplo para os demais reconsiderarem sua relação com o Planalto.

Na Paraíba, quem pode ser atingido é o deputado federal Veneziano Vital do Rêgo, do PMDB, que mesmo sendo do mesmo partido de Michel Temer, votou contra a reforma trabalhista, ao entender que a medida feria direitos dos brasileiros.


A lista que apontou os infiéis teve o dedo do deputado paraibano Aguinaldo Ribeiro, do PP, que atualmente é o líder do Governo Temer na Câmara dos Deptuados


As informações foram publicadas no Jornal  Folha de São Paulo.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »