03/08/2020 às 19h32min - Atualizada em 03/08/2020 às 19h32min

Presidente do Instituto Solidarium volta a cobrar Romero pagamento dos artistas que participaram do ‘Festival de Inverno 2019’

 

A professora Eneida Agra Maracajá, Presidente do SOLIDARIUM e Diretora do Festival de Inverno de Campina Grande, vem, publicamente, falar aos artistas participantes da edição 2019 do FICG, sobre a situação do pagamento dos cachês. No vídeo, ela revela que o instituto apesar de enviar todos os documentos solicitados pela Secretária de Desenvolvimento Econômico (SEDE) na gestão do prefeito Romero Rodrigues (PSD), o prefeito não autorizou o pagamento dos artistas na edição do ano passado, mesmo os artistas estando sofrendo um grande impacto econômico neste ano, em virtude da pandemia do novo coronavírus.

 

“Eu quero dizer a vocês (artistas) que a luta vai continuar, diante da rejeição da SEDE, nós apelamos ao Ministério Público”, diz Eneida ao cobrar o pagamento dos artistas do Festival de Inverno na edição de 2019, que segundo a gestão de Romero seriam pagos até o final do mês passado, o que não houve. Veja o vídeo completo: https://youtu.be/N69UU7_JecI

 

Essa é a segunda vez no ano de 2020, que o Instituto Solidarium cobra o pagamento da gestão Romero. Em março deste ano, o instituto envio a imprensa uma nota cobrando tal pagamento.

 

Na oportunidade o Instituto Solidarium fez um comunicado com certo desabafo em relação à falta de pagamento por parte da Prefeitura de Campina Grande. O Solidarium disse “confessar aos artistas que participaram das Mostras Nacionais de Dança, Teatro e Música, o seu constrangimento em ainda não ter conseguido solucionar, até a presente data, o pagamento referente aos cachês dos espetáculos apresentados” no ano passado.

 

Veja a nota lançada em março de 2020 na íntegra:

 

COMUNICADO

 

O Solidarium – Instituto de Arte, Cultura e Cidadania, gestor do Festival de Inverno de Campina Grande, vem pelo presente, confessar aos artistas que participaram das Mostras Nacionais de Dança, Teatro e Música, o seu constrangimento em ainda não ter conseguido solucionar, até a presente data, o pagamento referente aos cachês dos espetáculos apresentados e demais serviços prestados durante o FICG.

 

Após a decisão do Exmº. Sr. Prefeito Romero Rodrigues de autorizar as providências para que fosse realizado o pagamento, seguindo-se às orientações legais do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, todo o processo tem sido acompanhado pela Drª Celeide Farias, advogada do Instituto Solidarium, com vistas à Controladoria Municipal de Campina Grande, a ser avaliado, aprovado e, posteriormente, encaminhado à Secretaria de Finanças para que o pagamento seja liberado.

 

São 8 meses de luta no nosso dia-a-dia. Uma verdadeira via-sacra cultural às portas do poder. Não vamos desistir. É uma questão de honra cumprir com o que já o fizemos durante 43 anos, sem interrupção. Não vamos dar tréguas.

 

Mais uma vez, estamos vindo a público expressar nossas mais sinceras desculpas, ao tempo em que pedimos mais um aval de credibilidade. Convocamos todos para se somarem conosco a essa luta. As cobranças e apelos também precisam ser dirigidas à Prefeitura Municipal de Campina Grande,a fim de que o Prefeito possa ser sensibilizado, principalmente diante do momento atual, quando nossos artistas estão sem seu sustento, devido à pandemia do Coronavírus. O Governo do Estado lançou edital, via FUNESC, para ampararo artistas paraibanos neste momento. Essa é a hora do prefeito fazer um ato solidário para com a Cultura Nacional (visto que artistas de todo o Brasil e, também os locais estão sem receber). Precisamos somar as nossas vozes.

 

É com este aval de vocês e com as cinzas da esperança, que iremos nos fortalecer para não desistirmos de nossas utopias. Haveremos de vencer descasos, humilhações, mediocridades, alienações, alucinações de mercados, vírus que matam corpos – e vírus que matam almas – mas não vamos desistir. Não vamos deixar que uma história viva da cultura paraibana/nordestina/brasileira, que resistiu à ditadura e ao AI-5, seja maculada por uma dívida que poderá comprometer a honradez de nossa cultura e de nossa cidade.

 

O Festival de Inverno, na sua edição para 2020, está cancelado, não só em respeito às advertências da Organização Mundial da Saúde perante à pandemia do COVID-19, mas principalmente por respeito aos artistas que participaram da edição passada e estão sem receber. Não poderemos fazer um Festival, devendo o Festival passado. Os 45 anos do FICG serão celebrados em 2021, sob as bênçãos de todos os deuses e anjos protetores das artes.

 

Acreditem em nós, na peleja da resistência, aqui e mais uma vez, pisando no tapete da humildade.

 

Com gratidão,

 

Eneida Agra Maracajá

 

Presidente do Instituto Solidarium e Fundadora do Festival de Inverno de Campina Grande

 

Campina Grande, 30 de março de 2020

 

Redação

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »