18/04/2017 às 11h29min - Atualizada em 18/04/2017 às 11h29min

Mãe de gêmeos, dona de casa descobre que está grávida de quadrigêmeos, em Campina Grande

G1
TV Paraíba
dona de casa Jéssica Priscila Leite de Sousa, de 23 anos, recebeu uma notícia impactante nos últimos meses: ela está grávida de quadrigêmeos, fato considerado raro pela medicina. O detalhe é que a jovem já tem um casal de filhos gêmeos e mora com a família num cômodo apertado por trás da casa da mãe, em Campina Grande, no Agreste paraibano.
 
“Primeiramente eu descobri que eram três e com os três fiquei em choque. Com os quatro não tive tanta surpresa assim, pois já estava pensando que eram três, e neste caso, um a mais outro menos né...”, explica a dona de casa.

Por conta da gestação, considerada delicada pelos médicos, Jéssica faz um acompanhamento especial no setor de alto risco da maternidade Elpídio de Almeida. Ela também teve de deixar o trabalho como balconista para ficar em repouso absoluto. De 15 em 15 dias, a jovem vai à maternidade para receber acompanhamento de especialistas.

Desempregada e com uma gravidez de risco, a jovem precisa lidar com outro problema: os poucos recursos financeiros. Ela mora num cômodo apertado e que oferece pouco espaço para seus filhos e marido. A casa possui apenas um banheiro, uma sala que também é cozinha e um quarto, situação que requer muita ajuda.
"É difícil né? A gente tá esperando ajuda porque dois filhos já eram difíceis, com mais quatro agora vai ficar impossível", avalia.
Apesar das inúmeras dificuldades que surgem em casos como o de Jéssica Priscila, a família não perde a alegria e espera ansiosa para a chegada dos quatro bebês.
"Todo mundo vai cuidar deles [bebês]. Eu, minhas irmãs, todos nós esperamos com muita expectativa a chegada deles", diz a mãe de Jéssica, Maria Zuleide de Sousa Lima.

Segundo a obstetra Raquel Tomé de Modesti uma gravidez desse porte pode está atrelada ao histórico familiar de Jéssica Priscila. "A história familiar é um fator de risco importante, pois quem tem um caso de gemelares na família tem mais chance de passar pela mesma situação", explica.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »