12/04/2017 às 21h23min - Atualizada em 12/04/2017 às 21h23min

Jogadores de time paraibano se negam a treinar por causa de atraso salarial

GE.com
Fábio Bilica teria sido eleito porta-voz do elenco do Auto Esporte (Foto: Divulgação / Auto Esporte)
Os jogadores do Auto Esporte estão de braços cruzados por causa do atraso de salários. E o protesto deve continuar pelo menos até que uma reunião para tratar do assunto aconteça entre o elenco e a presidência do clube. Os atletas, inclusive, não treinaram na tarde desta terça-feira, mas a previsão é que o encontro entre diretores e jogadores aconteça na tarde desta quarta. As informações são da Rádio Tabajara.

O protesto aconteceu ontem à tarde. No horário marcado para o treino, os jogadores estiveram no Estádio Mangabeirão. Mas eles não entraram em campo e ainda avisaram que a paralisação deve se manter até que a diretoria venha conversar sobre o pagamento do salário do mês de março. 

Os jogadores não quiseram falar com a imprensa. E o capitão Fábio Bilica seria o porta-voz do grupo. 

A crise acontece em um momento importante para o Auto Esporte no Paraibano. O Alvirrubro está na briga pela última vaga na semifinal do Campeonato Paraibano e tem um jogo importante neste domingo, contra o Internacional-PB. 

O Clube do Povo está na sexta colocação da tabela do Campeonato Paraibano, com 22 pontos conquistados em 17 jogos, sendo seis vitórias, quatro empate e sete derrotas. O Alvirrubro está brigando pela classificação junto com Atlético de Cajazeiras, que está em quarto lugar; e o Serrano-PB, que está em quinto. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »