19/01/2020 às 19h48min - Atualizada em 19/01/2020 às 19h48min

Falta de segurança, ameaças a comerciantes e aumento de 300% de taxa: vereadora de Bayeux relata clima tenso no Mercado da Imaculada

Em visita realizada ao Mercado Público da Imaculada nesta sábado (18), a vereadora Luciene de Fofinho fez uma vistoria, conversou com os comerciantes locais e encontrou um clima de tensão e medo de represálias, que predomina no local.

A parlamentar denuncia a gestão do prefeito Berg Lima e relata que encontrou diversas irregularidades, constatadas durante a sua visita. Dentre elas, a cobrança da taxa cobrada aos comerciantes que obteve aumento considerável após o decreto editado pelo gestor, que elevou o valor em cerca de 300% em relação ao que era cobrado, o que ela considera abusivo.

“Hoje estivemos no mercado público de Bayeux atendendo o chamado dos comerciantes que nesse momento estão revoltados com o aumento tributário cobrado indevidamente por um decreto do atual prefeito Berg Lima através da Secretaria da Fazenda / Divisão de Tributo e Arrecadação. Que alcança mais de 300% de aumento da taxa paga anteriormente pelos comerciantes”, pontuou Luciene.

Segundo Luciene, além da completa falta de estrutura, iluminação, e segurança, o local de encontra sujo e insalubre, situações críticas que pedem a atenção urgente da gestão municipal.

“Encontramos as mais diversas denúncias além do aumento da taxa, e ainda nos foi relatado que há intimidação e ameaça por parte da Administração do Mercado Público de Bayeux a esses comerciantes, falta de segurança e suas mercadorias frequentemente furtadas, iluminação precária, esgotos estourados, capinação e abandono do nosso Mercado Público e carro pipa que não é utilizado a meses”, relatou a parlamentar.

Após a inspeção realizada ontem, a vereadora anunciou que se reunirá com os comerciantes em assembleia, quando pretende discutir os problemas encontrados, além da cobrança que considera abusiva, de onde criará uma pauta que será levada aos órgãos judiais, ministeriais e fiscalizadores para a devida apuração do caso.

“Estaremos nos reunindo com esses comerciantes em uma assembléia com todos e levando aos órgãos competentes para apuração desses fatos principalmente sobre os valores abusivos cobrados de forma irresponsável e truculenta por parte da Administração”, concluiu.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na sua opinião, é justa a soltura do ex-governador Ricardo Coutinho?

23.1%
76.9%