03/01/2017 às 02h48min - Atualizada em 03/01/2017 às 02h48min

Deputado acusa Cartaxo de estelionato eleitoral

ClickPB
Walla Santos
O deputado Raoni Mendes (DEM) considera que o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) cometeu um estelionato eleitoral ao demitir de uma única canetada 12.540 servidores temporários e comissionados.

Para o deputado, os atos de exonerações assinados nesta segunda-feira (2) pelo prefeito da Capital, merece uma investigação e justifica: “Se a máquina funcionar com menos prestadores de serviços e comissionados é uma prova inequívoca de que as contratações foram eleitorais”.

De acordo com Raoni Mendes, as contratações foram efetivadas apenas para reeleger Luciano Cartaxo. “Após a vitória, ele descarta todos de uma vez”, lamenta.

De acordo com informações do secretário Chefe de Gabinete Hildevânio Macedo, ao blog do gordinho,  novos contratos serão assinados de forma paulatina e de acordo com a necessidade da gestão. Segundo ele, a partir de agora, os contratos de prestação de serviço seguem a nova Lei aprovada pela Câmara Municipal no final do ano passado que determina uma redução de 5% a cada ano.

Raoni Mendes disse que vai acompanhar de perto o número de contratados a partir deste ano. Ele, inclusive, disse que pode acionar a Justiça para barrar a efetivação, sem  concurso, de novos contratos. “Vamos ver  quantos o prefeito reeleito de João Pessoa vai colocar na folha em nome do ‘excepcional  interesse público”.  

De acordo com a última atualização no Sagres (Sistema  de Acompanhamento da Gestão dos Recursos da Sociedade) – outubro, a Prefeitura tem na administração direta 12.540 servidores divididos entre comissionados (910) e contratados por excecional interesse público (11.630).  

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na sua opinião, o governador Ricardo Coutinho deve deixar o governo para ser candidato a Senador?

67.5%
32.5%