12/11/2019 às 22h47min - Atualizada em 12/11/2019 às 22h47min

Pedra Branca está entre os 5 municípios mais bem avaliados da PB no Índice Firjan

Todo ano, a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) publica um estudo de abrangência nacional com base em números públicos e oficiais sobre a gestão fiscal de cada uma das Prefeituras do Brasil: é o Índice Firjan de Gestão Fiscal, um ranking criado para mostrar as melhores e piores gestões municipais do país e estabelecido em notas de 0 a 1.

São quatro categorias definidas de acordo com as pontuações: de 0,8 a 1,0 a gestão é considerada Excelente; de 0, 6 a 0,8 recebe o título de Boa Gestão; de 0, 4 a 0,6 gestão com Dificuldade; e de 0, 4 a 0,0 Gestão Crítica.

O índice de 2019, que corresponde a estudos realizados com números do ano passado, foca quatro áreas da gestão pública municipal: Autonomia, que é a capacidade do município de conseguir receita a partir de sua própria atividade econômica; Pagamento de Pessoal, que é quanto a Prefeitura gasta com o pagamento da folha de pessoal; Liquidez, que é a condição de pagamento de suas despesas correntes; e Investimento, que diz respeito à capacidade da gestão de investir em obras e projetos para a população.

Entre as cinco Prefeituras da Paraíba com os melhores índices está Pedra Branca, que conseguiu nota de 0,60, índice que corresponde à categoria de Boa Gestão Fiscal, conforme o estudo da Firjan.

Pedra Branca superou até grandes municípios do Vale: a nota de Itaporanga, por exemplo, foi de apenas 0,29; enquanto a de Conceição foi de 0,24. A de Piancó chegou a 0,32. Notas que deixam esses municípios na categoria Gestão Crítica.

As piores notas do Vale foram as dos municípios de Diamante, que apresentou índice de 0,06; e Santana dos Garrotes, com apenas 0,08. Imagens: números mostram que desempenho fiscal de Pedra Branca supera em muito o índice de Itaporanga.

Folha do Vale

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Na briga do PSB, quem pode ser considerado 'traidor'?

41.4%
58.6%