24/03/2017 às 21h05min - Atualizada em 24/03/2017 às 21h05min

Vice-prefeito de Bayeux participa de encontro sobre capacitação e desenvolvimento sustentável

Redação com assessoria do TCE
Ao lado do prefeito Berg Lima (Podemos) o vice-prefeito de Bayeux Luiz Antônio (PSDB) participou, na manhã desta sexta-feira (24), no Auditório Celso Furtado, do Centro Cultural Ariano Suassuna, da discussão de questões relacionadas ao planejamento orçamentário e ao desenvolvimento sustentável das cidades, promovida pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB).

“O que estamos fazendo é continuar com a orientação permanente e o compartilhamento de informações técnicas em favor da boa gestão”, esclareceu o presidente do TCE, conselheiro André Carlo Torres Pontes, na saudação à plateia formada pelos prefeitos e quadros técnicos municipais.

A exemplo do que fez, anteriormente, em encontros desse gênero, ele reforçou o compromisso com um Tribunal parceiro e sempre de portas abertas aos gestores interessados em dirimir dúvidas. Neste aspecto, também destacou a promoção de meios e ferramentas para o acompanhamento dos atos de gestão pública, em tempo real, no âmbito das contas de 2017.

E explicou: “É um trabalho de prevenção. Já, agora, contabilizamos mais de mil atos de acompanhamento de gestão em contas deste ano”. Ele fez ver aos gestores municipais a necessidade e a importância desses cuidados, a bom tempo, quando as administrações se iniciam, a fim de que os erros na elaboração de orçamentos não se acumulem nem se agravem ao final dos exercícios.

Luiz elogiou a inciativa e disse que, ou os gestores públicos começam a enxergar a prefeitura como um empresa privada ou vão quebrar ou muitas cidades vão 'quebrar' nos próximos anos.

"Nós gestores temos que pensar cada vez mais em investir bem os recursos do município. Essa história de prefeitura ser cabide de emprego não existe mais. É a responsabilidade que o eleitor nos dá de quatro em quatro anos e se isso não for feito, ele dará oportunidade a outro até ver a sua autoestima elevada com obras e serviços de qualidade", garantiu Luiz.

O ENCONTRO – Organizado pela Escola de Contas Conselheiro Otacílio Silveira (Ecosil), organismo sob coordenação do conselheiro Marcos Costa, o evento teve palestras do conselheiro Fernando Catão (A Responsabilidade dos Agentes Públicos na Elaboração dos Instrumentos de Planejamento), da procuradora Sheyla Barreto Braga de Queiroz (Visão do Ministério Público de Contas Acerca dos Instrumentos de Planejamento) e da auditora de contas Públicas Adriana Falcão do Rego (Contribuição das Auditorias Operacionais para o Planejamento da Gestão e da Boa Governança).

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »