22/03/2017 às 10h43min - Atualizada em 22/03/2017 às 10h43min

Condenados por incesto, Mãe e filho são obrigados a se separar

Metrópoles
A Americana Monica Mares, de 36 anos, e o filho dela, Caleb Peterson, de 19, que ganharam destaque na imprensa do mundo todo após lutarem na justiça desde o ano passado pelo direito de terem um relacionamento amoroso, foram condenados pelo crime de incesto por um júri da cidade de Clovis, no Novo México, nos Estados Unidos. Por conta disso, o casal terá que separar e ficar três anos sem contato.

A ordem do juiz foi divulga nesta última quarta-feira (15/3). De acordo com a rede de televisão americana “NBC News“, os dois assumiram a culpa para conseguirem um acordo judicial. Assim, eles não ficarão presos.

O relacionamento

Os 17 anos de diferença nunca foram o maior problema que o casal Monica Mares, de 36 anos, e Celeb Peterson, 19 anos, enfrenta. Os dois estão revoltando a cidade do Novo México, nos Estados Unidos por conta do relacionamento deles: eles são mãe e filho.

Quando tinha apenas 16 anos, Monica teve Celeb e o entregou para a adoção. Quase 20 anos depois, eles se reencontraram e subitamente se apaixonaram. Os dois enfrentam a Justiça americana para ficarem juntos, já que eles podem ser condenados a até um ano e meio de prisão por incesto.

 
“Nós demos as mãos e acabamos nos beijando. E o beijo levou a outras coisas”, declarou a mulher ao Daily Mail. “Parece que eu conheci alguém novo em minha vida e sinto que estou apaixonada por ele”, acrescentou. Monica afirma que essa situação não estaria acontecendo se Caleb não tivesse sido adotado.

Apesar da Justiça se recusar a aceitar a exótica relação, eles afirmam que sofrem da chamada atração sexual genética, e que devido a essa rara condição, deveriam ser legalmente aceitos. Alguns familiares próximos aceitam o casal, como é o caso do ex-marido de Monica, Dayton Chavez, que é pai de dois dos nove filhos que a mulher tem.
“Eu os apoio. Gostaria que o governo parasse de se meter na vida deles e deixasse eles viverem suas vidas normalmente”, declarou.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »