07/10/2019 às 09h27min - Atualizada em 07/10/2019 às 09h27min

Imprensa nacional destaca reembolso que Wilson Santiago recebeu do Senado por valores gastos com despesas médicas

Na mesma reportagem, aparece o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos) que teria recebido o reembolso de R$ 54 mil. Além de Wilson e Crivella, a reportagem revela, ainda, que o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB) e o deputado José Medeiros (Podemos-MT) também teriam sido reembolsados.

Veja a matéria;

O Senado Federal pagou exatos R$ 54.667,62 como reembolso de despesas médicas ou odontológicas Marcelo Crivella (Republicanos), atual prefeito do Rio de Janeiro. Crivella ocupou a cadeira de senador entre 2011 e 2016, quando foi eleito para ocupar o executivo da capital fluminense.

O pagamento a Crivella foi feito em 10 de janeiro deste ano em um lote identificado no Portal da Transparência do Senado como “despesas de exercícios anteriores” – ou seja, contraídas antes de 2019. O nome de Crivella só é identificado na nota de empenho – fase inicial da despesa pública, quando o recurso é separado no Orçamento -, datada dois dias antes do pagamento.

Além de Crivella, outros ex-senadores que atualmente ocupam cargos públicos também foram reembolsados por consultas médicas ou odontológicas. Entre eles estão o atual governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) – cujo reembolso foi de R$ 3.450 – o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB) – R$ 43.082,18 em reembolso – e os deputados José Medeiros (Podemos-MT) – R$ 700 – e Wilson Santiago (PTB-PB) – R$ 1.600.

Em nota, a assessoria da prefeitura do Rio afirmou que Crivella “utiliza a rede credenciada do Plano Saúde Caixa, do Senado”. Os ex-senadores são beneficiados pelo Sistema Integrado de Saúde (SIS), regulamentado por um Ato da Direção do Senado assinado em 1995 e alterado ao longo dos anos. Além do atendimento emergencial dentro do próprio Senado, o SIS também cobre serviços prestados pela rede do convênio com o Saúde Caixa e os hospitais Albert Einstein e Sírio-Libanês, em São Paulo, que são credenciados diretamente com Senado.

Redação/Yahoo


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »