20/08/2019 às 06h42min - Atualizada em 20/08/2019 às 06h42min

Estrela da Globo faz revelações surpreendentes sobre sexo com homem e mulher: ‘Comi todo mundo’

TV O Foco
Maria Zilda Bethlem fez sucesso em novelas da Globo (Foto: Globo/Estevam Avellar)
A atriz Maria Zilda Bethlem foi por muito tempo um dos rostos mais conhecidos das novelas da TV Globo, tendo atuado em cerca de 30 produções, sendo a maioria delas alguns dos principais sucessos da emissora carioca, como “Olho no Olho”, “De Corpo e Alma”, “Top Model”, “Bebê a Bordo”, entre outros. Ainda, a artista relatou ter aproveitado bem a fama, e “comeu todo mundo”.

Atualmente no ar em uma série do canal pago HBO, intitulada “Pico da Neblina”, Maria Zilda Bethlem, de 66 anos, afirmou, em recente entrevista ao blogueiro Paulo Sampaio, do UOL, que não tem mais pretensões de voltar a atuar – sua última telenovela foi “Êta Mundo Bom”, exibida no horário das 18h da TV Globo em 2016 e escrita por Walcyr Carrasco.

“Quando fiz Êta Mundo Bom!, em 2016, decidi que foi a última [novela]. Pensei: ‘Não é possível que eu tenha vindo ao mundo nessa encarnação só para fazer novela'”, declarou Maria Zilda Bethlem, que ainda relatou descontentamento com o assédio dos fotógrafos e não quer “mais aquela coisa de entrar nos lugares e pá, pá, pá”, afirmou a atriz, em referência ao flahses das câmeras, que foi lhe “enjoando”.

Em um dos pontos altos da entrevista, Maria Zilda Bethlem relatou sua insatisfação com o atual formato de escolhas de atores e atrizes para compor um elenco, baseado, principalmente, na quantidade de seguidores que o/ postulante ao papel tem de seguidores em plataformas digitais como o Instagram – com isso, a famosa decretou o fim da TV Globo.

“Um diretor amigo meu me contou outro dia que eles estavam fazendo a escalação de uma novela e ficaram em dúvida entre duas atrizes jovens. Aí, um deles disse: ‘Escolhe essa aqui que dá mais clique'”, contou Maria Zilda Bethlem, que completou: “Aí, você pega atrizes como eu, a Renata Sorrah, que eu nem sei se tem Instagram, a Debora Duarte, a Lúcia Alves, ninguém é chamado. A TV Globo acabou”.

“Comi todo mundo”

Sem papas na língua, Maria Zilda Bethlem afirmou que aproveitou muito bem o sucesso advindo da fama e o reconhecimento em seu trabalho à frente das produções da TV Globo, e passou a régra, “comendo todo mundo”, independentemente do sexo – seu último casamento foi com uma mulher.

“Exercitei muito minha sedução. Comi toda a cidade do Rio de Janeiro, a de São Paulo, Nova York e Paris. Passava a régua”, afirmou a artista, que mantinha amizade com grandes nomes da dramaturgia, da literatura e da música, como o cantor Cazuza, a quem ela chamava carinhosamente de “Caju”.

Sobre seu relacionamento com uma pessoa do mesmo sexo, a famosa declarou que, no seu ponto de vista, “as mulheres se compreendem melhor”.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »