17/08/2019 às 13h41min - Atualizada em 17/08/2019 às 13h41min

Bolsonaro vira bobo da corte e personagem de terror em programa humorístico da Alemanha

O Dia
Durante cinco minutos, o presidente Jair Bolsonaro foi ridicularizado pelo programa humorístico alemão Extra 3, transmitido na noite de quinta-feira (15). Bolsonaro foi associado a personagens como Borat, bobo da corte e ao protagonista do filme de terror do "Massacre da Serra Elétrica". 

Em horário nobre da ARD, rede de televisão pública alemã, o presidente foi criticado por conta da sua política ambiental da Amazônia que, invariavelmente, leva ao desmatamento. 

Enquanto montagens do presidente brasileiro aparecia na tela, o apresentador Christian Ehring ironizava com frases cômicas e arrancava risadas da plateia. "Um sujeito que não pensa nem um pouco sobre sustentabilidade e emissão de CO2 é o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, o ' Trump do samba'. Mas alguns dizem também 'o boçal de Ipanema'."

 
Como destaca o apresentador, "Bolsonaro deixa a floresta tropical ser destruída para que gado possa pastar e para que possa ser plantada soja para produzir ração para o gado."

A citação é baseada em dados divulgados sobre o desmatamento na Amazônia. O apresentador comenta os dados sob a montagem de Bolsonaro segurando uma serra elétrica.

"Desde a posse do presidente Jair Bolsonaro, o desmatamento cresceu significativamente e pode continuar aumentando a longo prazo", diz uma voz em off, após aparecer uma foto do líder brasileiro como um "bobo da corte do agronegócio." Na imagem, o presidente segura uma garrafa de pesticida.

Para o apresentador Christian Ehring, Jair Bolsonaro "não se importa nem um pouco" com a suspensão de verbas para projetos ambientais anunciada pelo Ministério do Meio Ambiente alemão no fim de semana. "Pegue essa grana e refloreste a Alemanha, tá ok? Lá tá precisando muito mais do que aqui", disse o presidente ao desprezar o congelamento alemão. 

O programa ainda lembra que o presidente demitiu o chefe do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Ricardo Galavão , que registrou e divulgou o desmatamento na floresta tropical. "E também nomeou a principal lobista da indústria agropecuária como ministra da Agricultura", complementa.
Outro videoclipe associou o presidente à música Copacabana, sucesso nos anos 70 na voz do americano Barry Manilow. No vídeo, aparecem Bolsonaro e árvores queimadas na Amazônia. "O massacre da serra elétrica": sátira associa líder brasileiro a filme de terror.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você concorda com a redução da maioridade penal?

84.8%
15.2%