15/08/2019 às 22h29min - Atualizada em 15/08/2019 às 22h29min

Justiça julga processo de Luiz Antônio em pouco mais de um ano, enquanto caso Berg Lima completa 2 anos sem julgamento

A justiça decidiu após 1 ano e 4 meses de cassação do então prefeito interino de Bayeux, Luiz Antônio, que a decisão tomada pela maioria dos vereadores da Câmara Municipal da cidade foi legal e que, portanto, deve ser mantida. 

Enquanto isso, no último dia 5 de agosto, completou 2 anos e 1 mês da prisão em flagrante do prefeito Berg Lima, de volta ao cargo por força de uma determinação do STJ desde 19 de dezembro de 2018. De lá pra cá, Berg não foi inocentado, nem condenado. Sequer houve um julgamento e o caso continua sem resolução.

Afinal, a justiça tem dois pesos e duas medidas? Enquanto julga em pouco mais de um ano o caso de um que foi acusado de "pedir" R$ 100 mil a um empresário, demora mais que o dobro pra julgar outro preso em flagrante acusado de "receber" mais de R$ 11 mil de outro empresário?

Perguntar não ofende... 

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »