15/03/2017 às 00h08min - Atualizada em 15/03/2017 às 00h08min

Prefeitura de JP intensifica ações de combate à dengue

Secom-JP
A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) tem ampliado as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti. Toda semana, as equipes de Agentes Comunitários de Saúde estarão espalhadas pelo município realizando visitas de casa em casa, nas escolas, indústrias e nos comércios da cidade.
 
A intenção é orientar a população sobre os riscos de deixar água parada, sobretudo eliminar possíveis criadouros do inseto, que atualmente é responsável pela transmissão de doenças como dengue, chikungunya, zika e febre amarela.
 
De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a mobilização é feita semanalmente, nos períodos da manhã e a tarde. Os agentes de saúde explicam as medidas de prevenção e verificam a existência de criadouros do mosquito.
 
É importante destacar que durante as visitas todos os agentes estão identificados com camisetas e crachás.
 
Além disso, a SMS também tem promovido diversas ações educativas durante as visitas, bem como nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e nos encontros com lideranças comunitárias para falar sobre o assunto.
 
"Nosso trabalho de combate ao mosquito não para. No período de chuvas nós intensificamos ainda mais nossas ações com vistorias dos Agentes Comunitários de Saúde, profissionais capacitados que estão desenvolvendo um excelente trabalho no combate ao Aedes", destacou o gerente de Vigilância Ambiental e Zoonoses, Nilton Guedes. "Nosso objetivo é evitar que a população sofra com novos casos de dengue ou de outras doenças que podem ser transmitidas pelo mosquito", completou.
 
Apoio da população – Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o apoio e a participação da população no combate ao Aedes são fundamentais. Para isso, medidas simples devem ser adotadas no dia a dia, como lavar com bucha e sabão os recipientes de água dos animais; colocar areia nos pratinhos dos vasos ou então lavar pelo menos uma vez por semana os mesmos; manter a caixa d'água e ralos tampados, deixar as garrafas viradas para baixo, ou seja, impedir qualquer acúmulo de água parada.
 
Serviço – A população pode ajudar com as ações de combate ao Aedes aegypti denunciando possíveis focos do mosquito. Basta ligar para os telefones 0800-282-7959 e 3214-5718, ou ainda enviar um e-mail para coessmsjp@gmail.com
 
Ciclo de vida – O Aedes aegytpi prefere o ambiente úmido para colocar seus ovos, que podem sobreviver até 450 dias nesse local. Bastam alguns milímetros de água para eles eclodirem e, em uma semana, transformarem-se em mosquitos adultos. O ciclo de vida do mosquito é de 35 dias, mas o número de pessoas que ele pode infectar é ilimitado.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »