10/03/2017 às 15h30min - Atualizada em 10/03/2017 às 15h30min

Restaurantes Populares de Jampa servem de modelo para Pernambuco

Secom-JP
web
A diretora de Segurança Alimentar de Jaboatão/PE, Maria Ângela Paschoalino, avaliou como positivo o funcionamento dos Restaurantes Populares de João Pessoa, após visita feita nas unidades nestes dois últimos dias. Na manhã desta sexta-feira (10), ela e uma equipe de engenheiros e nutricionistas visitaram e conversaram com usuários no restaurante do Parque da Lagoa.
 
A comitiva veio conhecer "in loco", a estrutura e a qualidade dos serviços ofertados à população e tomá-lo como base para a implantação de um projeto semelhante em Jaboatão. Após as visitas, a equipe admitiu que os nossos restaurantes devem servir de modelo para a cidade pernambucana.
 
 "Estou maravilhada. Vamos mostrar, através de relatório, a boa impressão que tivemos, destacando as duas experiências ao nosso gestor", disse ela. Segundo Maria Ângela, na conversa que teve com os usuários de ambos restaurantes, só recebeu elogios, não só do alimento, mas a higiene e acolhimento das equipes. "É uma equipe muito acolhedora, o espaço realmente é muito humanizado, para todos, sobretudo para as pessoas idosas, isso me chamou muito a atenção", destacou.
 
Ela diz que a proposta do prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira (PR), é a implantação de um Restaurante Popular na cidade. Ela lamentou que a crise atual culminou com o fechamento de quatro restaurantes populares em Pernambuco, três no Recife e um em Petrolina.
 
"Em Jaboatão, a população que pretendemos atingir é imensa e de perfil diversificado, idêntico ao público dos restaurantes de João Pessoa. É a menina dos olhos do prefeito, que tem a implantação do restaurante popular como a primeira iniciativa social referenciada em sua gestão", admitiu.
 
Referência - A diretora de economia Solidária, Segurança Alimentar e Nutricional (Dessan), da PMJP, Lúcia Silva, acompanhou a visita da equipe, colaborando com as informações básicas e viáveis para fomentar a troca de experiência entre as duas instituições de segurança alimentar.
 
Lúcia lembra que os restaurantes populares de João Pessoa são referência em políticas de segurança alimentar. "É a segunda vez que os restaurantes populares de João Pessoa são procurados por outros órgãos. Em janeiro passado recebemos uma equipe da Universidade Federal de Santa Catarina, que estava desenvolvendo pesquisa na área", diz
 
As duas unidades mantidas pela prefeitura, segundo Lúcia, oferecem um grande serviço e dentro das normas de segurança alimentar do governo federal. "O que torna o serviço referência", destacou.
 
Restaurantes
– Administrado pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), o Restaurante Popular de Mangabeira e o Restaurante Popular da Lagoa atendem 2,4 mil pessoas todos os dias. O funcionamento é de segunda a sexta, das 11h às 13h30.
 
No cardápio, feijão, arroz, carnes e diversas guarnições como farinha, purê ou legumes. Além disso, a bandeja também acompanha a sobremesa (doce ou frutas) e suco. Cada refeição custa apenas R$ 1 ao usuário. O valor é complementado pela Prefeitura de João Pessoa

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »