31/12/2016 às 16h23min - Atualizada em 31/12/2016 às 16h23min

Senador rebate críticas de Veneziano e lembra que o PMDB lhe deu todas as chances nas últimas eleições

Blog Helder Moura
O clima vai ficando progressivamente mais insalubre na relação entre o deputado Veneziano e o senador Zé Maranhão. Primeiro, o deputado criticou abertamente a confraternização do PMDB, por ter acolhido lideranças como o senador Cássio Cunha Lima e o prefeito Luciano Cartaxo. Veneziano chegou a afirmar que não tinha sido convidado. E foi desmentido pelo senador.

Depois, acabou gratificado pelo governador Ricardo Coutinho com a nomeação de sua esposa, Ana Cláudia, para a Casa Civil. O PMDB, como se sabe, rompeu com o governador desde as eleições de outubro. O estreitamente da relação foi compreendido dentro do partido como uma provocação. Afinal, RC demitiu todos os aliados de Maranhão de sua administração.

Nas últimas horas, Veneziano voltou a dirigir farpas, afirmando que, sob a direção de Maranhão, o PMDB estava sendo humilhado no Estado. Maranhão devolveu, lembrando, que o partido lhe deu todas as condições de disputar o Governo, em 2014. “Ele desistiu, sem aviso prévio, e deixou o partido em grandes dificuldades”, observou o senador.

“Mesmo assim, o PMDB elegeu um senador, uma bancada federal e outra estadual, apesar da situação em que ficou após sua desistência”, afirmou Maranhão e lembrou: “Nas eleições deste ano, ele teve todas as possibilidades de se eleger prefeito em Campina Grande e, se não logrou êxito, isso não pode ser atribuído ao PMDB.”

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »