21/12/2018 às 06h52min - Atualizada em 21/12/2018 às 06h52min

Em visita a Campina Grande, tetracampeão com a Seleção convoca público para jogo beneficente

Em Campina Grande para participar do Jogo Seleção das Estrelas, evento beneficente que vai acontecer às 20h desta sexta-feira (21), no Amigão, o ex-jogador Ricardo Rocha, de 56 anos, zagueiro tetracampeão mundial com o Brasil, na Copa de 1994, concedeu entrevista à TV Itararé nesta quinta (20) e se mostrou empolgado com o futebol da região.

Mesmo ainda se considerando de luto pela morte recente do seu irmão, o também ex-jogador Henrique, bicampeão paraibano pelo Botafogo-PB, Rocha disse que estava alegre em poder participar da partida, a qual vai reunir jogadores como o atacante Hulk (do Shanghai SIPG, da China), o meia Marcelinho Paraíba (atualmente atleta da Perilima) e ex-jogadores consagrados como Viola (também tetracampeão mundial), Edilson Capetinha (pentacampeão mundial), Warley, Aílton, Josué, dentre outros.

Além de convidar o público campinense para o evento, Ricardo Rocha falou sobre sua preocupação com o futebol nordestino de uma maneira geral.

Apesar de ter quatro clubes da região na Série A do Campeonato Brasileiro do ano que, frisou o ex-atleta, muitos outras equipes podem e devem se planejar para chegar com força competitiva nas grandes competições do futebol nacional.

– A gente sabe que o Nordeste é muito carente de eventos assim. E esse tipo de ação também fortalece o futebol da região. Nós como nordestinos, eu, Hulk e tantos outros, temos que buscar esse tipo de evento. É fundamental você ajudar o próximo, trazer o ídolo para perto das pessoas. Aqui na Paraíba não temos um clube na primeira divisão (do Campeonato Brasileiro). E eu sofro com isso. Eu vejo Bahia, Fortaleza, Ceará, CSA lá e fico feliz. Quanto mais nordestinos na elite, melhor. O Sport e o Vitória agora infelizmente caíram. Mas eu gostaria de ver muito mais clubes da nossa região na Série A. Torço que aqui na Paraíba se comece a pensar o futebol de maneira profissional, porque os clubes daqui têm condição para chegar nos lugares mais altos – destacou Rocha, em entrevista ao Itararé Esportes.

Marcado para as 20h desta sexta (21), o Jogo Seleção das Estrelas vai ter ingressos custando R$ 30 (na arquibancada principal) e R$ 60 (nas cadeiras).

O evento tem como cunho social ajudar no tratamento da garota Jade Caldas, de 8 anos, que foi diagnosticada com Tay-sachs, uma doença rara, degenerativa, que debilita paulatinamente, podendo até levar à morte.

A partida beneficente também visa colaborar com o ex-zagueiro do Campinense, Ivanzinho, diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), doença neurodegenerativa e sem cura. Ele precisa de ajuda para compra de um aparelho respiratório que custa, em média, R$ 35 mil. Via Paraibaonline

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »