20/12/2018 às 15h13min - Atualizada em 20/12/2018 às 15h13min

Após retorno, Berg exonera todos os contratados e comissionados da prefeitura de Bayeux

A cidade de Bayeux continua com um cenário conturbado. Nessa quinta (20) uma notícia abalou a cidade.

O prefeito Berg Lima, após idas e vindas, assinou a exoneração de todos os servidores contratados até a data de 19 de dezembro. Isso inclui de servidores, até os secretários. A primeira decisão de Berg, após mais de um ano afastado, é que todos entreguem seus cargos.
 
A publicação no Diário Oficial do Estado da Paraíba também prevê que todos os gestores tem que prestar contas de encaminhamentos feitos e qual a situação em que está as unidades.

Seguindo determinação judicial, o prefeito afastado da cidade de Bayeux, Berg Lima (sem partido), retomou o mandato, em posse simbólica, ocorrida no final da manhã desta quarta-feira (19).

De acordo com o advogado Inácio Queiroz, não havia necessidade da Câmara realizar a posse de Berg, haja vista ele já ter sido empossado quando assumiu o mandato da primeira vez. Dessa vez,o que houve, segundo o advogado, foi uma ‘transferência de cargo’.

“Não é uma ato de posse tendo em vista que Berg sempre foi prefeito tendo sido apenas afastado. Aconteceu apenas a transferência de cargo. O oficial de justiça veio aqui com as decisões, Noquinha estava aqui tomou ciência e já fez o ato de transferência de cargo, inclusive Berg já está na cadeira de prefeito de Bayeux” declarou o advogado.

À prefeitura, Berg chegou com o filho no colo e foi recepcionado, inclusive, com fogos de artifício. No local não houve protestos. O clima, apesar da repercussão do caso,  foi de bastante tranquilidade. Antes mesmo do prefeito chegar, Noquinha já havia sido notificado pelo oficial de Justiça, que também estava no local.

Em contato com a imprensa, Berg voltou a se dizer inocente e vítima de injustiça.

“Vou dar resposta à população. Nosso compromisso é com o povo de Bayeux. A Justiça de Deus pode até demorar um pouco mas ela é sincera e acontece no momento certo”, arrematou o gestor.
Polêmica Paraíba

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »