22/02/2017 às 20h49min - Atualizada em 22/02/2017 às 20h49min

Cagepa cobra 15 meses de contas atrasadas deixadas por ex-prefeito de Alhandra

Portal do Litoral
O prefeito de Alhandra Renato Mendes (DEM) foi surpreendido com novas cobranças de débitos deixados pela gestão desastrosa do ex-prefeito Marcelo Rodrigues (PMDB). Desta vez, uma notificação da Companhia de Águas e Esgotos da Paraíba (Cagepa), cobra da Prefeitura Municipal quinze faturas não quitadas relativas ao fornecimento referente ao período de julho de 2015 a novembro de 2016.

Na notificação, a Companhia informa que desenvolveu todos os esforços possíveis para o equacionamento do débito, porém, não obteve nenhuma ação concreta por parte do ex-gestor para regularização da pendência. Também foi comunicado a Prefeitura que se em 30 dias o débito não for quitado, o fornecimento de água em todos os imóveis de responsabilidade da Prefeitura municipal será suspenso, bem como, encaminhado o débito para inscrição no Cadastro informativo de Créditos Não Quitados do Setor Público Estadual (Cadin).

“Isso é um absurdo. Quinze meses sem pagar contas de água com objetivo único de inviabilizar nossa gestão. Não bastaram as contas de luz atrasadas, cheques sem fundo emitidos e o não repasse de empréstimos consignados, o ex-prefeito ainda deixou mais essa pendência financeira. Vamos somar todos os esforços para pagar essas quinze contas e evitar o corte do fornecimento de água nos prédios públicos da cidade. Lamento também que a Cagepa tenha deixado a situação chegar ao ponto de juntar quinze faturas e não ter cortado água na gestão anterior, para que ela fosse obrigada a arcar com os devidos pagamentos. Mas, não fujo de problemas, vou em busca de soluções e resolveremos mais essa pendência deixada pelo ex-prefeito”, garantiu Renato.

O gestor ainda informou que acionará o Ministério Público da Paraíba (MPPB) citando mais esse ato de improbidade administrativa do ex-prefeito.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »